13 de junho de 2024
Política

Fala de Gustavo Gayer repercute nas redes sociais, onde ele associa população do Nordeste a galinhas

O evento em que Gustavo Gayer participou discutiu os impactos do Projeto de Lei Complementar (PLP) 235/2019, que institui o Sistema Nacional de Educação (SNE)
Em sua fala, Gayer fez fortes críticas ao governo do presidente Luiz Inácio Lula da Silva e o programa Bolsa Família. (Foto: Reprodução/ Câmara dos Deputados).
Em sua fala, Gayer fez fortes críticas ao governo do presidente Luiz Inácio Lula da Silva e o programa Bolsa Família. (Foto: Reprodução/ Câmara dos Deputados).

Neste domingo (9), o nome do pré-candidato à prefeitura de Goiânia, Gustavo Gayer foi parar nos trending topics to ‘X’ (Antigo Twitter) após uma fala dita em um evento na Bahia, em maio, ser resgatada por internautas, onde o político associa a população nordestina a “galinhas depenadas”. Segundo o político, o governo federal alimenta os estados do Nordeste com migalhas. “Estão dando migalhas para uma população cada vez mais depenada”, disse o deputado.

O evento em que Gustavo Gayer participou discutiu os impactos do Projeto de Lei Complementar (PLP) 235/2019, que institui o Sistema Nacional de Educação (SNE). O deputado se manifestou contra a proposta. Ele ainda relacionou o índice de analfabetismo dos nordestinos com o voto no PT. Gayer fez fortes críticas ao governo do presidente Luiz Inácio Lula da Silva e o programa Bolsa Família. “Eles estão fazendo com o Nordeste o que Stalin fez com a galinha. ‘Ele me dá cesta básica, ele me dá 300 reais”, disparou.

Vale lembrar que o pré-candidato já responde na justiça após o seu comentário sobre o QI dos africanos. As declarações consideradas racistas foram feitas pelo parlamentar em participação no podcast “Três Irmãos”, em junho de 2023, entre elas a de que na África “quase todos os países lá são ditadores” e que no continente a democracia não prospera porque “para você ter democracia você tem de ter um mínimo de capacidade cognitiva para entender entre o bom e o ruim, entre o certo e o ruim”.

Confira o vídeo que circula nas redes sociais:


Leia mais sobre: / / Brasil / Política

Elysia Cardoso

Jornalista formada pela Uni Araguaia em 2019