20 de maio de 2024
Educação

Exposição imersiva que conta história da tragédia com Césio 137 termina neste domingo (14)

No loca, os participantes são envolvidos por vídeos que narram a história do maior acidente radiológico do mundo
Exposição fica aberta ao público das 8 horas às 19 horas, permitindo aos visitantes conhecerem o acidente radiológico que ocorreu em Goiânia, há quase 37 anos (Foto: SES-GO)
Exposição fica aberta ao público das 8 horas às 19 horas, permitindo aos visitantes conhecerem o acidente radiológico que ocorreu em Goiânia, há quase 37 anos (Foto: SES-GO)

A “Exposição Césio 137”, uma experiência imersiva e sensorial que recria o acidente de 1987, promovida pela Secretaria de Estado da Saúde de Goiás (SES-GO), estará disponível para visitação até este próximo domingo (14) no Centro de Convenções de Goiânia. A exposição, aberta ao público das 8 horas às 19 horas, oferece aos visitantes a oportunidade de explorar detalhes do acidente radiológico que ocorreu em Goiânia há quase 37 anos.

Dentro de uma sala espaçosa de 15m x 15m, equipada com telas de LED, os participantes são envolvidos por vídeos que narram a história do maior acidente radiológico do mundo, utilizando imagens, sons e até mesmo um aroma característico.

O secretário de Estado da Saúde, Rasível dos Santos, expressou sua satisfação em participar desse evento, enfatizando a importância de reconhecer e celebrar as vidas das pessoas envolvidas nessa história que teve um impacto global, influenciando mudanças nos protocolos e contribuindo para o avanço científico.

Glauciene Umbelina, diretora-geral do Centro Estadual de Assistência aos Radioacidentados Leide das Neves (CARA), destacou a relevância de reconhecer o sofrimento das pessoas diretamente afetadas pelo acidente e também a dedicação dos profissionais que trabalharam incansavelmente para lidar com a situação.

Ela salientou que, apesar dos desafios enfrentados durante esse período difícil e imprevisto da história sobre o césio 137, as pessoas afetadas pelo acidente se tornaram exemplos inspiradores de resiliência, enquanto os profissionais envolvidos demonstraram o verdadeiro valor da solidariedade humana.


Leia mais sobre: / / / Notícias do Estado

Carlos Nathan Sampaio

Jornalista formado pela Universidade Federal e Mato Grosso (UFMT) em 2013, especialista Estratégias de Mídias Digitais pelo Instituto de Pós-Graduação e Graduação de Goiânia - IPOG, pós-graduado em Comunicação Empresarial pelo Senac e especialista em SEO.