26 de maio de 2024
“ O jogo acabou”

Ex-porta voz de Bolsonaro e general do Exército critica atos golpistas: “ Irresponsáveis”

O militar da reserva reforça a segurança das urnas eletrônicas e diz que ''o jogo acabou''
Ex-porta voz do governo Bolsonaro. (Foto: Divulgação / Palácio do Planalto)
Ex-porta voz do governo Bolsonaro. (Foto: Divulgação / Palácio do Planalto)

O general do Exército Otávio Santana do Rêgo Barros e ex-porta voz de Jair Bolsonaro (PL), criticou, por meio de um artigo publicado no Jornal O Globo neste domingo (13), bolsonaristas que promovem atos golpistas por não aceitarem a derrota para o presidente eleito Luiz Inácio Lula da Silva (PT). Intitulado ‘O jogo acabou, vamos jogar’, o militar da reserva classifica os bloqueios em rodovias e acampamentos em portas de quartéis como “irresponsáveis”. 

Rêgo também reforça a segurança da urna eletrônica e ressalta que o relatório produzido por militares sobre o processo eleitoral de votação não apontou indícios de fraude.

“Vencedores buscaram apaziguamento e união, mas um tanto inseguros de seus propósitos. Vencidos foram às ruas protestar contra as urnas, contra tudo o que não se alinhasse às suas cartilhas (…) Não há justificativa para que alguns cidadãos se acreditem senhores exclusivos da verdade, esperando mudar no grito o curso da história”, escreve. 

Ainda de acordo com o general, o brasileiro deseja “voltar ao normal”. ”A sociedade que mudar a agenda. Quer reencontrar amigos, falar da Copa do Mundo, dos que partiram, dos que chegaram, dos problemas diários a enfrentar para a sobrevivência. Quer conhecer as políticas sobre meio ambiente, saber como o Brasil retomará parcerias comerciais e relações multilaterais”, destaca.

“Em 1º de janeiro de 2023, na cerimônia da posse, resistindo ao ambiente distópico que nos cerca e asfixia, vamos dar um exemplo ao mundo. Vamos esquecer o passado divisivo que nos consumiu nos últimos meses. Guardá-lo no baú sem chaves da intolerância e vestirmos o branco matizado de verde e amarelo, cores da bandeira que sempre foi e será de todos os brasileiros”, finaliza.


Leia mais sobre: / / / / Política

Leonardo Calazenço

Jornalista - repórter de cidades, política, economia e o que mais vier! Apaixonado por comunicação e por levar a notícia de forma clara, objetiva e transparente.