25 de maio de 2022
Cidades

Ex-cunhado de Cachoeira é preso por ameaça a Procuradora Federal

 

 Adriano Aprígio é acusado pelas ameaças contra a procuradora federal Léa Batista Oliveira e foi preso através de autorização judicial. O mandado de prisão preventiva foi feito pelo Ministério Público Federal, em parceria com a Polícia Federal. 

Continua após a publicidade

Segundo informação da assessoria de imprensa da Polícia Federal, “o Mandado de Prisão Preventiva foi expedido em desfavor de ADRIANO APRÍGIO DE SOUZA, ex-cunhado de CARLOS AUGUSTO DE ALMEIDA RAMOS, e também indiciado na Operação MONTE CARLO pela prática dos crimes de Quadrilha e de “Lavagem” ou Ocultação de Bens, Direitos e Valores”. No contexto daquela investigação, ADRIANO APRÍGIO DE SOUZA foi eleito por CARLOS AUGUSTO DE ALMEIDA RAMOS seu principal testa-de-ferro na Organização Criminosa, tendo ofertado seu nome para ocultar o real patrimônio ilícito deste último, dentre outras ações criminosas em quadrilha. A investigação demonstrou que ao menos um dos e-mails investigados foi enviado da própria residência de ADRIANO APRÍGIO DE SOUZA, localizada em Anápolis/GO, local de cumprimento de um dos Mandados de Busca e Apreensão”.

 

Leia mais sobre:
Cidades