17 de abril de 2024
Mulheres no Agro

Evento que destaca mulheres no agronegócio é prestigiado por Gracinha Caiado

Segunda edição do evento ‘Donna Pulso de Mulher’ reuniu empresárias do setor rural para troca de experiências e valorização das agropecuaristas
A primeira-dama Gracinha Caiado participou do evento e discursou para convidadas. Foto: Secom
A primeira-dama Gracinha Caiado participou do evento e discursou para convidadas. Foto: Secom

A segunda edição do evento ‘Donna Pulso de Mulher’, que aconteceu na última quinta-feira (15) em Goiânia, para tratar do protagonismo da mulher no agronegócio goiano, contou com a presença da presidente da Organização das Voluntárias de Goiás (OVG) e coordenadora do Gabinete de Políticas Sociais (GPS), a primeira-dama Gracinha Caiado. A programação reuniu mulheres de destaque no âmbito rural e agronegócios, com palestras e trocas de experiências.

A primeira-dama falou sobre a importância do evento para mulheres que trabalham com o agronegócio. “Sabemos que as mulheres contribuem ativamente para o avanço no agro e nós não vamos parar. Aqui em Goiás tem um governador e primeira-dama forjados nessa luta e que não esqueceram de suas origens”, e completou, lembrando que também faz parte do agronegócio. “Este evento tem um significado especial para mim, sou advogada e produtora rural, foi a área que trabalhei a vida inteira”, destacou Gracinha.

A idealizadora do projeto, empresária e zootecnista Consolata Piastrella, afirma que a ideia principal do Donna é divulgar histórias de mulheres que protagonizaram grandes feitos no meio da pecuária e agricultura no Brasil. “Essa edição foi única, ‘Donna’ é a essência que a mulher carrega especialmente no agro. A presença da primeira-dama aqui se tornou uma chave principal, ela fecha toda a comunicação que a gente queria transmitir, porque ela é do agro. Essa feminilidade cheia de valor é a diferença, é a essência”, pontuou Consolata, que trabalha com habilitação de estabelecimentos rurais para exportação de carne para a União Europeia há cerca de 15 anos.

O superintendente do Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar Goiás) ressaltou que encontros como este precisam ser mais comuns no Brasil, para incentivar e inspirar mais mulheres “para transformar a vida de pessoas, descobrir talentos que ainda estão escondidos e se tornar cases de sucesso”, afirmou ele.


Leia mais sobre: / / Goiânia