16 de abril de 2024
Resposta • atualizado em 18/01/2024 às 16:41

“Eu não sou pré-candidato”, diz Velomar sobre eleições em Catalão

A motivação para a não pré-candidatura seria pelo fato de o grupo já ter um pré-candidato já definido, que é Nelson Fayad
Velomar afirma não concordar com a antecipação para a definição de uma candidatura, mas também não descartou a possibilidade. (Foto: Prefeitura de Catalão).
Velomar afirma não concordar com a antecipação para a definição de uma candidatura, mas também não descartou a possibilidade. (Foto: Prefeitura de Catalão).

Em entrevista a Altair Tavares, Velomar Rios (MDB) repercutiu a pesquisa divulgada hoje (18), contratada pelo Blog do Badiinho e realizada pelo Instituto SERPES que afirma que ele lidera o índice de intenção de voto para as eleições de 2024 em Catalão. Porém, Velomar afirma: “não sou pré-candidato. E sou muito grato à população pelo carinho comigo, pela manifestação a favor do meu nome”, disse.

A motivação para a não pré-candidatura seria pelo fato de o grupo já ter um pré-candidato já definido, que é Nelson Fayad (Sem partido), que aparece na pesquisa com 3,0% de preferência. “Não sei o que ser agora. Se vão manter com ele, ou se eu vou acabar sendo convencido. Vamos ver no que isso vai virar. Nesse momento, eu acho muito intempestivo, muito longe da eleição”, explicou.

Vale ressaltar que a pesquisa faz uma simulação em um cenário sem a participação de Velomar, o que, na prática, dá um reforço à pré-candidatura de Nelson. Existe também uma identificação do eleitorado de Nelson juntamente com Velomar e também com o atual gestor do município, Adib Elias.

“Nós somos um grupo que tem mais de 30 anos. Nós caminhamos juntos. Nunca tivemos problemas dentro do nosso grupo, fomos sempre juntos. Agora, o fato de eu já ter sido prefeito faz com que eu tenha um nome na cidade e ele (Nilson) nunca se candidatou. Então, muita gente às vezes não sabe quem é ele. E isso é normal”, conta Velomar que se posiciona contra uma celeridade na definição de candidatura para as eleições de 2024.

Velomar disse ao final que o que Deus apontar, ele vai seguir. “Eu sou muito grato a isso, eu sou um servo de Deus. O que Deus determinar, nós vamos cumprir”, finalizou.


Leia mais sobre: / / / / Eleições 2024 / Política

Elysia Cardoso

Jornalista formada pela Uni Araguaia em 2019