09 de agosto de 2022
Cidades

Estragos causados por temporal não afetarão turismo em Pirenópolis, garante secretário

Queda de árvores foi o maior problema. (Foto: Reprodução)
Queda de árvores foi o maior problema. (Foto: Reprodução)

Os danos causados pela chuva com ventania na tarde desta quinta-feira (16), em Pirenópolis, estarão reparados até às 12h de sábado (18), conforme prevê o secretário de Turismo, Marcos Vieira.

Segundo o secretário, já na quinta, a Prefeitura desobstruiu todas as ruas que ficaram fechadas por conta de queda de árvores. Nesta sexta, os 50 funcionários que trabalham na ação estão cortando e removendo árvores derrubadas. Também é feito serviço de retelhamento dos telhados danificados, inclusive na Igreja Matriz. É possível que todo o serviço de limpeza seja concluído ainda hoje.

Vieira tranquilizou os turistas que pretendem visitar Pirenópolis no fim de semana. “Pedimos aos turistas, aos que já tem as reservas feitas, podem vir para a cidade, pois está tudo funcionando. As cachoeiras, telefone, energia, tudo está em funcionamento. A cidade teve problemas, mas já está tudo fluindo normalmente”, disse.

Continua após a publicidade

Ao Diário de Goiás, Vieira lembrou que a chuva não passou de 15 minutos, mas o vento intenso destelhou parte da Igreja Matriz, algumas casas e casarões no Centro Histórico, além de derrubar, no mínimo, 300 árvores e danificar uma tenda montada em frente à igreja. A rede elétrica também apresentou problemas. Além do Centro Histórico, Bairro do Carmo e Alto da Lapa também foram afetados.