21 de maio de 2022
Destaque • atualizado em 27/01/2022 às 18:16

“Estamos no caminho certo”, comemora Henrique Meirelles sobre pesquisa Serpes

Henrique Meirelles afirma não ter dúvidas do crescimento do PSD nas eleições em 2022 (Foto: Divulgação)
Henrique Meirelles afirma não ter dúvidas do crescimento do PSD nas eleições em 2022 (Foto: Divulgação)

O pré-candidato ao Senado Federal por Goiás, Henrique Meirelles (PSD) está animado em dar continuidade à campanha. Principalmente em ver seu nome bem posicionado após divulgação da primeira pesquisa Serpes/Acieg publicada nesta quarta-feira (26/01). “Mostra que estamos no caminho certo”, crava.

Agora, Meirelles avalia que é hora de dialogar com outros representantes partidários e acelerar as tomadas de decisão. “Tenho conversado com lideranças do Estado e vou intensificar agora as ações de pré-campanha, o que outros já estão fazendo faz tempo”, pondera.

Outras pesquisas

Continua após a publicidade

Ele afirma ter outros levantamentos, que mostram seu nome bem colocado, o que reforça o sentimento de ânimo. “Temos também pesquisas nossas que mostram um cenário ainda mais animador, e o mais importante: na medida em que as pessoas ficam sabendo da nossa candidatura, não só aprovam como se entusiasmam e mostram total engajamento. Estou animado e motivado.”

No levantamento, Henrique Meirelles (PSD) aparece em segundo lugar, empatado tecnicamente com o deputado federal Delegado Waldir (PSL), ambos respectivamente com 11,1% e 9%. Ambos disputam espaço na chapa do governador Ronaldo Caiado. O ex-governador Marconi Perillo (PSDB) aparece em primeiro com 16,6%. O tucano, no entanto, ainda não confirmou se vai participar da disputa.

Os deputados federais João Campos (Republicanos) e Zacharias Calil (DEM) têm, respectivamente, 4,2% e 4,1%, de acordo com a pesquisa. O ministro da Infraestrutura, Tarcísio de Freitas (PL), que será candidato ao governo de São Paulo, somou 2,1%. O ex-ministro Alexandre Baldy (PP) tem 1,9%, e o senador Luiz do Carmo (MDB) chega a 1%. O ex-senador Wilder Morais (PSC) ficou com 0,9%.

Continua após a publicidade

Leia mais sobre:
Destaque Política