19 de agosto de 2022
Goiânia • atualizado em 09/12/2020 às 11:39

Estado de calamidade pública prorrogado por 180 dias em Goiânia

Iris, a pedido da comissão de transição, prorrogou decreto. (Foto: Prefeitura de Goiânia)
Iris, a pedido da comissão de transição, prorrogou decreto. (Foto: Prefeitura de Goiânia)

O prefeito Iris Rezende prorrogou o decreto de calamidade pública em Goiânia, por conta da epidemia de covid-19, por mais 180 dias a partir de 31 de dezembro, quando o prazo venceria.

A prorrogação foi pedido da comissão de transição da prefeitura de Goiânia. O colegiado alegou que ela era importante para que serviços de saúde não tivessem interrupção. Foi levada em conta também a possibilidade de uma nova onda de contágio na capital.

Se não houvesse a extensão do prazo de calamidade, o governo eleito assumiria em janeiro sem a possibilidade de prorrogar os contratos temporários dos servidores.

Continua após a publicidade

O novo decreto vai à Câmara Municipal e também à Assembleia Legislativa, que precisam ratificá-lo.