13 de junho de 2024
Notícias do Estado

Escolas públicas e privadas permanecem com 30% da capacidade presencial, em Goiás

Aulas presenciais. Foto: MEC
Aulas presenciais. Foto: MEC

Unidades escolares estaduais e estabelecimentos privados de educação continuarão funcionando durante os próximos sete dias de suspensão de atividades não essenciais, a partir da próxima segunda-feira (1), determinados em decretos estadual e municipais de Goiânia e Aparecida de Goiânia, para combater a disseminação da Covid-19 e, consequentemente, a taxa de ocupação nos hospitais.

Os documentos, publicados neste sábado (27), determinam que as unidades de ensino infantil, fundamental e médio permaneçam com aulas presenciais, em ocupação máxima de 30% da capacidade total de alunos, além do cumprimento dos protocolos estabelecidos pela Vigilância Sanitária.

De acordo com o decreto estadual, “as unidades escolares estaduais manterão parcialmente as aulas presenciais, observando a ocupação máxima de 30% da sua capacidade total de alunos, em conformidade com as notas técnicas do Centro de Operações de Emergências em Saúde Pública de Goiás para Enfrentamento ao Coronavírus – COE”.

Já o decreto municipal da Prefeitura de Goiânia, estabelece como atividade essencial os “estabelecimentos privados de educação nas etapas infantil, fundamental e médio, limitada ao máximo de 30% da capacidade total da instituição”.

Da mesma forma, o documento de Aparecida de Goiânia determina no tópico XXVIII de atividades essenciais, aquelas realizadas “em estabelecimentos públicos e privados de educação nas etapas infantil, fundamental e médio, limitada ao máximo de 30% da capacidade total da instituição, respeitando as recomendações”.


Leia mais sobre: / / / / / / / Notícias do Estado