25 de maio de 2024
Reforço • atualizado em 02/11/2022 às 08:28

Equipes de saúde serão reforçadas no Complexo Prisional de Aparecida

Em reunião com o Ministério Público de Goiás (MPGO), foi definido que sejam formadas sete novas equipes
Reunião entre DGAP e Ministério Público. (Foto: DGAP)
Reunião entre DGAP e Ministério Público. (Foto: DGAP)

As equipes de saúde do Complexo Prisional de Aparecida de Goiânia serão ampliadas neste mês de novembro. Ao todo, serão 43 profissionais de medicina, odontologia, enfermagem, psicologia e assistência social da Secretaria Estadual para a Secretaria Municipal de Saúde, que vão atuar no atendimentos de detentos.

Em reunião com o Ministério Público de Goiás (MPGO), foi definido que sejam formadas sete novas equipes. Os grupos serão compostos por seis clínicos gerais, três psiquiatras, sete psicólogos, três dentistas, três auxiliares de odontologia, sete enfermeiros, sete técnicos de enfermagem e sete assistentes sociais.

De acordo com o gerente de Assistência Biopsicossocial, Sandro de Souza e Silva, a disponibilização dos novos profissionais tem como objetivo “ampliar o quadro de saúde que presta atendimentos no Complexo Prisional, para a melhoria da auxilio médico, psicológico e de assistência social aos detentos”.


Leia mais sobre: / / / Aparecida de Goiânia

Leonardo Calazenço

Jornalista - repórter de cidades, política, economia e o que mais vier! Apaixonado por comunicação e por levar a notícia de forma clara, objetiva e transparente.