13 de julho de 2024
Ainda incerto

Entenda por que Donald Trump pode ser preso e o que uma atriz pornô tem a ver com isso

Apesar de negar as acusações, Trump atiçou os seguidores ao declarar que pode ser preso nesta terça-feira (21/03)
Donald Trump é o primeiro presidente americano a enfrentar acusações criminais. (Foto: reprodução)
Donald Trump é o primeiro presidente americano a enfrentar acusações criminais. (Foto: reprodução)

Donald Trump pode ser preso, mas a história não é recente. Tudo veio à tona em 2016 quando o empresário e ex-presidente dos Estados Unidos teria pago o valor de US$ 130 mil (R$ 680 mil) à atriz pornô Stormy Daniels dias antes da eleição presidencial vencida pelo republicano em 2016. Apesar de negar as acusações, Trump atiçou os seguidores ao declarar que pode ser preso nesta terça-feira (21/03).

Mesmo que o ex-presidente dos EUA não seja preso, Trump já é o primeiro presidente americano a enfrentar acusações criminais. Isso por que o dinheiro dado para Stormy pelo ex-advogado de Trump, Michael Cohen, era para que ela não contasse um caso que teve com o republicano em 2006, apenas 4 meses após o nascimento de seu filho mais novo, o Barron.

Isso se tornou investigação criminal, por que mesmo que esse pagamento para a atriz pornô não seja ilegal nos EUA, Donald Trump pode ser preso, pois reembolsou Cohen e o registro do pagamento foi por honorários advocatícios. Para promotores de Nova York, a falsificação configura uma contravenção no Estado. Além disso, como era época de eleições, os promotores também devem alegar que leis eleitorais do país foram violadas, porque a tentativa de ocultar os pagamentos a Stormy Daniels teria tido o objetivo de ocultar o caso para os cidadão.

Sobre a história do caso, a atriz pornô contou, anos atrás, que conheceu Trump em julho de 2006 em um torneio de golfe beneficente em Lake Tahoe, uma área de resorts entre a Califórnia e Nevada. Em uma entrevista de 2011 para a revista In Touch Weekly, que só foi publicada na íntegra em janeiro de 2018, ela afirmou que Trump a convidou para jantar em um quarto de hotel.

“Ele estava esparramado no sofá, assistindo televisão ou algo assim […] Ele estava vestindo calças de pijama”, afirmou Stormy Daniels completando que os dois fizeram sexo. O advogado de Trump e o próprio, como dito acima, negam a situação.

Agora, segundo a BBC, a decisão de apresentar ou não acusações cabe ao promotor Alvin Bragg. O profissional montou um grande júri para avaliar se há provas suficientes para iniciar um processo, e ele é o único que sabe se — ou quando — uma acusação será anunciada.

Vale lembrar que Michael Cohen foi condenado à prisão em 2018 depois de se declarar culpado por violações de financiamento de campanha ligadas a pagamentos para Stormy Daniels e outra mulher durante a campanha presidencial de 2016.

Em relação a Trump, sendo preso ou não, o andamento da investigação pode atrapalhar os planos de Trump de retornar à Casa Branca nas eleições de 2024. De toda forma, caso ele consiga se livrar dos problemas na Justiça, o ex-presidente dos EUA não deve ter problemas para sua campanha, já que ele continua sendo popular e tendo milhões de seguidores no país. Muitos, inclusive, que o defendem de tudo sob todos os aspectos.


Leia mais sobre: / / Mundo

Carlos Nathan Sampaio

Jornalista formado pela Universidade Federal e Mato Grosso (UFMT) em 2013, especialista Estratégias de Mídias Digitais pelo Instituto de Pós-Graduação e Graduação de Goiânia - IPOG, pós-graduado em Comunicação Empresarial pelo Senac e especialista em SEO.