24 de maio de 2024
PROCEDIMENTO DE CAIADO

Entenda o que é hiperplasia prostática benigna, condição que submeteu Caiado a uma cirurgia

Hiperplasia prostática benigna atinge 80% dos homens entre 70 e 80 anos e 25% daqueles que estão entre 40 e 49 anos
Conforme dados do Ministério da Saúde, mais de 2 milhões de brasileiros sofrem com a condição. (Foto: Zeca Ribeiro/Câmara dos Deputados)
Conforme dados do Ministério da Saúde, mais de 2 milhões de brasileiros sofrem com a condição. (Foto: Zeca Ribeiro/Câmara dos Deputados)

O governador de Goiás Ronaldo Caiado passou, nesta quarta-feira (17), por uma cirurgia para tratar a hiperplasia prostática benigna. A condição atinge 80% dos homens entre 70 e 80 anos e 25% daqueles que estão entre 40 e 49 anos, e consiste no aumento da próstata. Conforme dados do Ministério da Saúde, mais de 2 milhões de brasileiros sofrem com a condição.

Segundo o urologista e doutor pela Universidade de São Paulo, Pedro Junqueira, a disfunção não tem relação com câncer de próstata e não é considerada precursora da doença, mas merece atenção. “Esse crescimento anormal da próstata pode pressionar a uretra e dificultar a passagem da urina, facilitando o surgimento de infecções e cálculos renais”, explicou.

A hiperplasia prostática benigna não tem uma causa conhecida, mas estudos confirmam que está associada ao processo natural de envelhecimento, devido às alterações hormonais que afetam o bom funcionamento do organismo. Outras possíveis causas para o aparecimento da condição são as síndromes metabólicas e fatores genéticos.

De acordo com Junqueira, com o aumento da glândula prostática, o homem pode sentir dificuldade ao iniciar o processo de micção e ir mais vezes ao banheiro. “Esse fenômeno pode prejudicar o homem também no período noturno, por fazer o paciente acordar diversas vezes para urinar. Outro ponto importante é que o paciente pode começar a não conseguir segurar por muito tempo a urina”, diz.

Tratamento

A recomendação de especialistas para pacientes com sintomas leves da hiperplasia prostática benigna é o tratamento medicamentoso, mas em outros casos, é recomendado que passe por técnicas cirúrgicas, como foi o caso de Caiado. A mais recente é a Enucleação da Próstata por Laser Holmium (HoLEP), considerada uma das mais modernas.

A cirurgia não tem procedimentos de cortes, podendo tratar simultaneamente a hiperplasia prostática benigna e a remoção de possível cálculos na bexiga. Segundo Junqueira, antes era feita uma raspagem na próstata para reduzir o tamanho. “Apesar de eficaz, o paciente ficava susetível a uma próxima cirurgia por conta da menor área removida. Com o HoLEP é possível remover todo o adenoma prostático, de forma pouco invasiva, fazendo com que a necessidade de outra intervenção cirúrgica seja quase nula”, finaliza.

Estado de saúde de Caiado

Por meio de nota, a Secretaria de Comunicação de Goiás informou que Caiado está bem e consciente, mas que permanecerá em observação. Confira a nota na íntegra:

O governador Ronaldo Caiado passou, na manhã desta quarta-feira (17/01), por uma cirurgia a laser para tratar uma hiperplasia prostática benigna.

O procedimento foi realizado sem intercorrências no Hospital Vila Nova Star, em São Paulo (SP). A cirurgia, considerada de baixa complexidade, foi conduzida pela equipe médica do urologista Dr. Rafael Coelho e pela cardiologista e intensivista, Dra Ludhmila Hajjar.

A hiperplasia prostática é caracterizada pelo aumento do tamanho da próstata, condição comum em homens com mais de 50 anos.

O governador está bem, consciente e orientado. Continuará sob observação da equipe médica para acompanhamento da recuperação.


Leia mais sobre: / / / Saúde

Maria Paula

Jornalista formada pela PUC-GO em 2022 e MBA em Marketing pela USP.