26 de junho de 2022
Mundo

Entenda o que é e como se transmite a varíola dos macacos, que tem casos confirmados em vários países

O Brasil não tem registro da doença ainda, mas o vírus foi identificado em um brasileiro de 26 anos que foi de Portugal para a Alemanha
Os principais sintomas são febre, dor no corpo e aparecimento de lesões na pele, semelhantes a bolhas de água. (Foto: reprodução)
Os principais sintomas são febre, dor no corpo e aparecimento de lesões na pele, semelhantes a bolhas de água. (Foto: reprodução)

A varíola dos macacos é uma infecção viral rara considerada mais leve que a varíola humana registrada no passado. Ela não é nova, foi registrada pela primeira vez na República Democrática do Congo na década de 1970, porém o número de casos tem aumentado na última década na África Ocidental e, mais recentemente em pessoas de outros países sem relação com qualquer viagem à África.

Até agora, a doença já foi confirmada em cerca 80 pacientes em ao menos 12 países (Reino Unido, Espanha, Portugal, Alemanha, Bélgica, França, Holanda, Itália e Suécia, além de EUA, Canadá e Austrália), segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS). Além disso, outros 50 casos estão sob investigação. O maior problema, segunda especialistas é de que a doença rara e pouco conhecida.

Apesar de o Brasil não ter registro da doença ainda, o vírus foi identificado, na última quinta-feira (19), em um brasileiro que estava em Portugal e viajou para a Alemanha, tendo passado pela Espanha. Foi o primeiro caso daquele país, até então. O paciente apresentou erupções cutâneas, um dos sintomas característicos da doença e está em isolamento numa clínica de Frankfurt.

Continua após a publicidade

Os vários casos confirmados na Europa fizeram deste o maior e mais extenso surto de varíola dos macacos já visto no continente. Ainda não se sabe se há uma conexão entre os casos individuais e o surto atual e, em caso afirmativo, qual é essa relação.

Transmissão e sintomas

A varíola dos macacos não é transmitidade com facilidade. De acordo com informações sobre a doença, o vírus é transmitido por meio de contato direto de animais ou humanos infectados ou com roupas e objetos de infectados, por meio da mordida de animais que carregam o vírus ou consumo destes e por gotículas respiratórias.

Os principais sintomas da varíola do macaco são febre, dor no corpo e aparecimento de lesões na pele, semelhantes a bolhas de água, simétricas, assim como ínguas na região genital.

Continua após a publicidade

A OMS considera o risco endêmico da varíola dos macacos como extremamente baixo. A doença é uma zoonose, que passa de animais para humanos. O patógeno que causa a doença circula entre roedores. Os macacos são considerados hospedeiros de transporte – ou seja, carregam o vírus sem que esse se desenvolva em seus corpos.