26 de fevereiro de 2024
Cinema • atualizado em 22/11/2023 às 16:49

Entenda a saída de Melissa Barrera e Jenna Ortega de ‘Pânico’, que “envolve” Israel e Palestina

A produtora responsável pela saga "Pânico", a Spyglass se pronunciou oficialmente sobre o assunto em comunicado
Melissa Barrera e Jenna Ortega protagonizaram os últimos dois filmes da franquia de 'Pânico'. (Imagem: divulgação)
Melissa Barrera e Jenna Ortega protagonizaram os últimos dois filmes da franquia de 'Pânico'. (Imagem: divulgação)

Nesta terça-feira (21) uma notícia deixou os fãs da franquia de filmes “Pânico” surpresos: a demissão anunciada de Melissa Barrera e a saída de Jenna Ortega, duas das protagonistas dos últimos dois filmes – o 5º e 6º – e que estavam cotadas para fazer o sétimo. O motivo da demissão de Barrera teria sido por ela estar constantemente se posicionando sobre a guerra do Oriente Médio em cunho pró-Palestina, o que gerou críticas na indústria.

“Gaza está sendo tratada atualmente como um campo de concentração”, “encurralar todos juntos, sem ter para onde ir, sem eletricidade, sem água… As pessoas não aprenderam nada com a nossa história. E assim como nossas histórias, as pessoas ainda assistem silenciosamente a tudo acontecer. ISSO É GENOCÍDIO E LIMPEZA ÉTNICA”, escreveu a atriz em postagens nas redes sociais recentemente.

A produtora responsável pela saga “Pânico”, a Spyglass se pronunciou oficialmente em comunicado divulgado pelo portal da Variety: “Temos tolerância zero com o anti-semitismo ou com o incitamento ao ódio sob qualquer forma, incluindo falsas referências ao genocídio, à limpeza étnica, à distorção do Holocausto ou a qualquer coisa que ultrapasse flagrantemente os limites do discurso de ódio”, diz a nota.

Christopher Landon, diretor do próximo filme chegou a publicar sua opinião sobre a demissão de Barrera pelo X (Twitter): “This is my statement: Everything sucks. Stop yelling. This was not my decision to make” que, em tradução livre, significa “Tudo é uma droga. Parem de gritar. Esta decisão não foi tomada por mim”.

Já a saída de Jenna Ortega está sendo divulgada como não associada à demissão de Melissa. A atriz, que explodiu após participar de grandes trabalhos terá que seguir um cronograma de gravações da nova temporada de ‘Wandinha’, da Netflix, um de seus principais projetos. Apesar de jornais divulgarem que isso foi conversado antes do conflito entre Israel e a Palestina envolvendo Barrera, fãs e internautas especulam de Jenna estaria, sim, saindo como forma de apoio a colega de elenco. Na saga ‘Pânico’, elas interpretam personagens que são irmãs.

Vale reforçar que, na franquia de filmes ‘Pânico’, Melissa e Jenna eram protagonistas desde o quinto filme, passando pelo sexto e seriam, também, no sétimo. Agora, com isso, nada foi divulgado, mas provavelmente o filme deve voltar a ser protagonizado pelas atrizes Neve Campbell, a eterna Sidney Prescott, e Courteney Cox, que interpreta Gale Weathers. Campbell não esteve no último filme, mas deve voltar no próximo e Cox atuou em todos os filmes da franquia.

A polêmica sobre o assunto, inclusive, não aconteceu apenas neste caso em Hollywood. Susan Sarandon, atriz vencedora de Oscar, foi dispensada por sua agência, a UTA (United Talent Agency), após também se posicionar na internet: “Mantenha a Palestina em seus corações, reze pelos palestinos… E obrigada à comunidade judaica que está nos apoiando”., escreveu ela.


Leia mais sobre: Variedades

Carlos Nathan Sampaio

Jornalista formado pela Universidade Federal e Mato Grosso (UFMT) em 2013, especialista Estratégias de Mídias Digitais pelo Instituto de Pós-Graduação e Graduação de Goiânia - IPOG, pós-graduado em Comunicação Empresarial pelo Senac e especialista em SEO.