19 de agosto de 2022
Destaque 2 • atualizado em 23/05/2021 às 13:40

Embaixador da China alfineta governo brasileiro após publicação do Ministério da Saúde

Foto: reprodução/redes sociais.
Foto: reprodução/redes sociais.

O embaixador da China no Brasil,  Yang Wanming, alfinetou o governo brasileiro após o Ministério da Saúde “esconder” que foi a China a responsável pelo envio ao Brasil do IFA (ingrediente farmacêutico ativo) para a produção de mais vacinas no país contra a covid-19.

Yang usou as redes sociais para publicar um adágio do filósofo chinês Confúcio (552 a.c e 489 a.c) para criticar uma outra publicação do MS.

“Confúcio disse, feito para amigos, fiel à sua palavra”, disse o post do embaixador.

Continua após a publicidade

A publicação do embaixador foi uma reação à publicação do Ministério da Saúde sobre os insumos que chegaram ao Brasil na tarde deste sábado (22) para a Fiocruz produzir mais cerca de 18 milhões de vacinas contra a covid-19 da AstraZeneca. No post, o MS diz que recebeu insumos do ‘exterior’, e não cita que foi da China.

A China envia insumos tanto para a Fiocruz produzir vacina da AstraZeneca como para o Instituto Butantan produzir a CoronaVac. A pandemia no Brasil já causou a morte de mais de 448 mil pessoas.

Continua após a publicidade

Neste domingo (23) o presidente Jair Bolsonaro vai, a despeito das recomendações de médicos, participar de evento resultando em aglomerações num passeio de moto, no Rio de Janeiro.