16 de julho de 2024
Caçado • atualizado em 17/06/2024 às 17:50

Em viagem desde expedição de ordem de prisão, Maurício Sampaio é procurado pela polícia

A ordem de prisão de Sampaio e de Ademá Figueiredo, condenados pela morte do radialista Valério Luiz, foi expedida na última sexta (14)
Maurício Sampaio é procurado pela Polícia Civil de Goiás. Foto: Divulgação/PCGO
Maurício Sampaio é procurado pela Polícia Civil de Goiás. Foto: Divulgação/PCGO

A Polícia Civil de Goiás (PCGO) está a procura de Maurício Sampaio, condenado pela morte do radialista Valério Luiz, em 2012. O mandado de prisão contra o mandante do crime foi expedido pela Tribunal de Justiça do Estado de Goiás (TJ-GO) na última sexta-feira (14). A defesa de Sampaio alega que ele ainda não se apresentou pois está em viagem desde antes de ter a prisão decretada, e que se entregará na próxima quinta-feira (20).

Apesar dos advogados terem peticionado recurso para que o réu se apresentasse apenas quando voltasse de viagem, a Polícia afirma que está realizando buscas por Sampaio, que no momento está na condição de procurado. Além dele, o executor do crime, o policial militar da reserva Ademá Figueiredo Aguiar Filho, também teve a prisão decretada, mas se apresentou à Justiça no último sábado (15).  

Tanto Sampaio quanto Ademá foram condenados a 16 anos de prisão pelo assassinato do radialista quando ele saía da sede da Rádio Bandeirantes, local no qual trabalhava. As investigações apontaram que Maurício Sampaio foi o mandante e Ademá o executor.

A motivação do crime teria sido insatisfação por parte de Sampaio em relação às declarações de Valério Luiz sobre o clube do qual ele era presidente à época, o Atlético Goianiense. A condenação demorou dez anos para ser efetivada, saindo apenas em 2022, após várias reviravoltas no caso.


Leia mais sobre: / / / Cidades

Luana Cardoso

Luana

Atualmente atua como repórter de cidades, política e cultura. Editora da coluna Crônicas do Diário. Jornalista formada pela FIC/UFG, Bióloga graduada pelo ICB/UFG, escritora, cronista e curiosa. Estagiou no Diário de Goiás de 2022 a 2024.