09 de agosto de 2022
Transporte Coletivo

Em uma semana mais de 3 mil funcionários já se cadastraram no Passe Livre do Trabalhador

Até o momento, 415 empresas adotaram a modalidade
O bilhete criado para os trabalhadores lançado no último dia 11 de maio. (Foto: CMTC)
O bilhete criado para os trabalhadores lançado no último dia 11 de maio. (Foto: CMTC)

O Passe Livre do Trabalhador, bilhete criado para os trabalhadores lançado no último dia 11 de maio, atingiu o número relevante de 3.362 funcionários cadastrados em apenas sete dias. Até o momento, 415 empresas adotaram a modalidade.

Para o presidente da Companhia Metropolitana de Transportes Coletivos (CMTC), Tarcísio Abreu, o Passe Livre do Trabalhador foi uma maneira encontrada para ajudar os cidadãos a minimizar a crise gerada pela pandemia.

“Contribuir com o setor produtivo que sofreu tanto nestes últimos dois anos, e oferecer ao empregado mais liberdade e autonomia. Esse foi nosso objetivo com a criação do Passe Livre do Trabalhador. E a alta adesão, em apenas uma semana, comprova a necessidade do bilhete”, aponta Tarcísio Abreu.

Continua após a publicidade

Para cadastrar os trabalhadores, as empresas precisam primeiramente acessar o site www.sitpass.com.br, atualizar/cadastrar os dados, escolher o início da vigência da assinatura, dar o aceite no Termo de Adesão, e finalizar com o cadastro de seus funcionários. Após o cadastro, o próximo passo é retirar os cartões na Loja Sitpass e distribuí-los.

A partir do dia 26 de maio, será disponibilizada no portal a funcionalidade de compra de assinatura que permitirá a empresa indicar quais funcionários cadastrados serão contemplados com a assinatura no mês, de acordo com a data de vigência definida no momento da adesão.

Ao realizar a adesão, as empresas devem se atentar à escolha da data de vigência, que será confirmada/alterada no momento do primeiro pedido de compras das assinaturas. Após a confirmação, não será mais possível a alteração dessa data.

Continua após a publicidade

Data de vigência das assinaturas

  • A data de vigência é a data que determina o dia de início e fim das assinaturas. Por exemplo, a empresa que define o dia 05 como data de vigência e faz um pedido de compras de assinaturas para o mês de junho/2022, os cartões dos trabalhadores indicados no pedido de compra estarão liberados para uso do dia 05 de junho a 04 de julho de 2022.
  • A data de vigência é escolhida no momento da adesão e poderá ser alterada apenas e somente no primeiro pedido de compra de assinaturas. Ou seja, após a adesão e o primeiro pedido de compra de assinaturas, não há possibilidade de alteração dessa data.
  • Para iniciar o período de vigência definido pelo empregador, o pagamento tem que ser realizado/confirmado antes da data de início de vigência das assinaturas. É importante se atentar para os prazos de confirmação do pagamento: boleto/transferência (dois dias úteis) e Pix (mesmo dia).

Para esclarecimentos e orientações quanto ao Passe Livre do Trabalhador, foi disponibilizado um canal específico para as empresas, via ligação ou WhatsApp, pelo número (62) 3142-1019.

Leia também: