27 de maio de 2024
Meio Ambiente

Em um único dia Comurg retira 2 toneladas de lixo do rio Meia Ponte, diz Alisson Borges

“Os colaboradores da Comurg percorrem o mesmo trajeto dos pesquisadores, recolhendo o lixo do leito e das margens do curso d’água”, explica o presidente da Comurg
Comurg destaca 30 colaboradores que atuam na limpeza da margem e leito do Meia Ponte. Fotos: Fábio Costa
Comurg destaca 30 colaboradores que atuam na limpeza da margem e leito do Meia Ponte. Fotos: Fábio Costa

Para acompanhar a Expedição Rio Meia Ponte, que busca avaliar e recuperar o rio que abastece parte da região metropolitana de Goiânia, a Prefeitura de Goiânia enviou 30 funcionários da Companhia de Urbanização de Goiânia (Comurg) que trabalham na limpeza de córregos da cidade.

Leia também: Vereadora Kátia realiza segunda etapa da Expedição Rio Meia Ponte

O projeto é uma iniciativa da Câmara Municipal de Goiânia e conta com a participação de pesquisadores da Universidade Federal de Goiás (UFG), que descem o rio identificando os problemas ambientais e coletando amostras para análise. Em seguida, os funcionários da Comurg fazem a retirada do lixo encontrado no leito e nas margens do rio.

O trabalho começou na terça-feira (19/09), na Vila Roriz, e deve terminar na sexta-feira (22/09), passando pelos trechos do Recanto do Bosque e Vila Montecelli.

Somente na Vila Roriz, em um único dia, recolhemos duas toneladas de lixo do Rio Meia Ponte. O volume é surreal.

Presidente da Comurg Alisson Borges

Leia também: Pesquisa de campo vai apresentar diagnóstico das condições do Rio Meia Ponte

Ele destaca que a Comurg faz a limpeza dos córregos e mananciais da capital todos os dias, mas que a população também precisa colaborar. “Encontramos de tudo na água: de garrafa plástica a sofá. As pessoas têm que entender que jogar lixo nos rios é prejudicar a si mesmas, pois compromete a qualidade da água, afeta a vida aquática e aumenta o risco de enchentes”, afirma Borges.


Leia mais sobre: / / / / Goiânia