27 de maio de 2022
Cidades

Em reunião no TRT, Setransp não aceita proposta de reajuste de 12% ao Sindittransporte

Em reunião entre o representantes do Sindicato dos Trabalhadores em Transportes Rodoviários no Estado de Goiás (Sindittransporte), do Sindicato Intermunicipal dos Trabalhadores no Transporte Coletivo Urbano de Goiânia e Região Metropolitana (Sindicoletivo), do Sindicato das Empresas de Transportes Coletivo e Urbano de Passageiros de Goiânia (Setransp) e o Tribunal Regional do Trabalho (TRT) de Goiás, as partes não chegaram a um acordo sobre o reajuste do salário dos trabalhadores.

Segundo a assessoria de imprensa do Sindittransporte, o desembargador Geraldo Rodrigues do Nascimento sugeriu um reajuste de 12% no salário e 20% de gratificação suplementar. No entanto, o Setransp não aceitou a proposta e terá dez dias para se manifestar.

Continua após a publicidade

Uma nova reunião foi marcada para o dia 25 de junho, às 16h, no TRT. 

Greve

Em dissídio coletivo proposto pelo Sindittransporte, o desembargador-presidente do TRT, Aldon do Vale Alves Taglialegna, decidiu que os trabalhadores poderão fazer um paralisação de 30% do efetivo nos horários de pico, que é entre às 5h e às 9h, entre às 11h e às 14h e entre às 16h e às 20h, e de 60% nos demais horários.

 

Continua após a publicidade

Leia mais sobre:
Cidades