23 de abril de 2024
Estratégias • atualizado em 07/03/2023 às 22:27

Em reunião com 24 vereadores, Jovair Arantes articula atuação da base na CEI da Comurg e ganha fôlego político

Vereadores também destacaram algumas insatisfações
Jovair Arantes, secretário de Governo da Prefeitura de Goiânia (Foto: Divulgação)
Jovair Arantes, secretário de Governo da Prefeitura de Goiânia (Foto: Divulgação)

A reunião que o secretário de Governo, Jovair Arantes (Republicanos) teve com 24 vereadores nesta terça-feira (07/08), no 6º andar do Paço Municipal durou aproximadamente quatro horas e tratou entre diversas pautas, a atuação da base governista na Comissão Especial de Inquérito que irá apurar irregularidades na Comurg.

O encontro começou às 16h e encerrou quando o relógio se aproximava das 20h. Durante as quatro horas de reunião, além de estratégias da atuação da base como a criação de três blocos dentro da CEI. Até então, os únicos blocos existentes vinham atuando fora da base governista. O “Vanguarda“, que vai indicar Welton Lemos (Podemos) para a titularidade e William Veloso (PL) na suplência, atua de forma independente. E o “Goiânia Independente”, criado a partir da articulação do vereador Ronilson Reis (PMB) autor da CEI tem tom oposicionista.

Sem a participação do presidente da Câmara Romário Policarpo (Patriota) que sequer foi convidado, os vereadores defenderam que haja uma reaproximação entre o Paço Municipal e o parlamentar. Os parlamentares defendem que é importante ter uma boa relação com o presidente da Câmara e o aumento da tensão, especialmente nas últimas semanas, não tem colaborado com a gestão municipal.

Além das estratégias para atuação na CEI, as insatisfações dos vereadores foram ouvidas. Parlamentares queixaram-se de sequer serem ouvidos pelo prefeito Rogério Cruz em demandas básicas. De acordo com um parlamentar presente, Jovair se prontificou a tratar do assunto e garantiu que terá uma postura de buscar empenho diante das solicitações parlamentares.

Outra questão que os participantes da reunião trataram mas que ficou com foi a influência do deputado estadual Clécio Alves (Republicanos) em órgãos da administração municipal. Um grupo de vereadores defendem que o atual parlamentar entregue os cargos que tem na Agência Municipal do Meio Ambiente e na Comurg, afinal de contas, desde fevereiro já não é mais vereador

De acordo com apurado pelo Diário de Goiás, Jovair Arantes conseguiu reunir 24 parlamentares de 28 convidados: Sandes Júnior (PP), Pastor Isaias Ribeiro (Republicanos), Pastor Wilson (PMB), Pedro Azulão Jr (PSB), Raphael da Saúde e Márcio do Carmo, ambos do DC, Henrique Alves (MDB), Dr. Gian (MDB), Izídio Alves (MDB), Kleybe Morais (MDB), Anderson Bokão (Solidariedade), Edigar Diniz (PMB), Joãozinho Guimarães (Solidariedade), Sgto. Novandir (Avante), Leia Klebia (PSC), Thialu Guiotti (Avante), Cabo Sena (Patriota), William Veloso (PL), Denício Trindade (MDB), Paulo Henrique da Farmácia (Agir), Juarez Lopes (PDT), Sabrina Garcêz (Republicanos), Geverson Abel (Avante) e o líder do prefeito Anselmo Pereira (MDB).

Igor Franco (Solidariedade), Léo José (Republicanos), Welton Lemos (Podemos) e Paulo Magalhães (União Brasil) foram convidados mas não marcaram presença. Os dois últimos enviaram justificativas. 

Questionado pelo Diário de Goiás sobre o assunto do encontro que Jovair teve com os vereadores, a assessoria do secretário se limitou a dizer que se tratou de uma “reunião de trabalho” e que “o alinhamento entre os poderes Executivo e Legislativo é de extrema importância, reconhecido pelo secretário Jovair Arantes e pelo prefeito Rogério Cruz”. 


Leia mais sobre: Goiânia / Política

Domingos Ketelbey

Jornalista e editor do Diário de Goiás. Escreve sobre tudo e também sobre mobilidade urbana, cultura e política. Apaixonado por jornalismo literário, cafés e conversas de botequim.