26 de junho de 2022
Goiânia

Em Goiânia, decreto amplia número de fiéis permitidos em igrejas e reduz intervalo entre celebrações

Igrejas poderão receber metade da lotação máxima. (Foto: Reprodução)
Igrejas poderão receber metade da lotação máxima. (Foto: Reprodução)

A prefeitura de Goiânia ampliou de 30% para 50% a capacidade de público de igrejas e templos religiosos na capital. A medida consta no decreto publicado no Diário Oficial do Município nesta sexta-feira (10).

Também houve flexibilização em relação ao intervalo mínimo entre missas, cultos e encontros religiosos. Até então, era exigido que as celebrações ocorressem com, no mínimo, três horas de diferença. Agora, no entanto, a prefeitura exige apenas uma hora entre uma e outra.

Estão mantidas as regras de higienização do local, uso obrigatório de máscara e distanciamento entre os fiéis presentes.

Continua após a publicidade

Mais alterações

O decreto também liberou público nos estádios de futebol da capital. Inicialmente, segundo a prefeitura, haverá eventos teste com limitação de 1,5 mil pessoas. Depois dos testes, se o resultado for positivo, o texto prevê liberação de 30% da capacidade das praças esportivas.

Além disso, os hotéis passam a operar com 80% da capacidade total, também com flexibilização para uso dos restaurantes e realização de cafés da manhã e liberação para uso das áreas comuns de condomínios horizontais e verticais.

Continua após a publicidade

Também há ampliação do público permitido nas academias. Antes, elas funcionavam com 30% do público e agora passam a operar com até metade da capacidade, mas ainda é exigido o agendamento prévio.