27 de fevereiro de 2024
ELEIÇÕES 2024

Em Anápolis, Antônio Gomide lidera com ampla frente em três cenários, aponta Paraná Pesquisas

Ex-prefeito tem a larga preferência dos eleitores em cenários com candidatos diferentes; candidato apoiado por atual prefeito deverá ter dificuldades
Deputado e ex prefeito do PT sai na frente com larga frente - Foto: Agência Assembleia / Maykon Cardoso
Deputado e ex prefeito do PT sai na frente com larga frente - Foto: Agência Assembleia / Maykon Cardoso

Um levantamento divulgado nesta quinta-feira (8) pela Paraná Pesquisas sobre o preferido à Prefeitura, indica que Antônio Gomide lidera em Anápolis. A pesquisa mostra ampla vantagem para o deputado estadual e ex-prefeito de Anápolis, do PT. Ele está no páreo das eleições municipais como pré-candidato a prefeito.

Se a eleição fosse agora, em três cenários diferentes de pesquisa estimulada, o deputado estaria bem à frente, liderando independente dos concorrentes apresentados.

No primeiro cenário, Gomide aparece com 43,5% à frente do segundo nome, do ex-deputado federal Major Vítor Hugo (PL), com 14,9%, e do terceiro mais cotado, o deputado federal Márcio Corrêa (MDB), com 13,4%.

No segundo cenário, o ex-prefeito de Anápolis é o preferido de 44,3%, contra Vitor Hugo com 16%, seguidos do deputado estadual Amilton Filho (MDB), com 10,4%.

A preferência por Gomide aumenta ainda mais quando o nome de Vitor Hugo não aparece no cenário 3 da pesquisa. Ali ele conquista 45,6% dos eleitores, contra 20,8% de Márcio Corrêa. O resulta indica que Corrêa absorve parte dos votos de Vitor Hugo. Os dois pertencem ao grupo ligado ao ex-presidente Jair Bolsonaro. Corrêa inclusive foi à posse de Javier Milei na Argentina junto com o ex-presidente.

Na espontânea, Gomide também lidera em Anápolis;

Já na pesquisa espontânea, se a eleição fosse hoje, 71% não saberiam em quem votariam, ou não responderam à pergunta.

Novamente Antônio Gomide lidera como o nome da preferência de 9,3% dos eleitores, contra menos da metade para o segundo mais citado, o atual prefeito, Roberto Naves (Republicanos),  com 4,4%. Eles são seguidos de Márcio Corrêa por 3,3%. Major Vitor Hugo foi citado por 0,6%.

Rejeição

Antônio Gomide, por outro lado, tem a maior rejeição. Se as eleições municipais fossem hoje, 34,6% dos eleitores entrevistados em Anápolis não votariam nele. Contudo, a variação ainda deixa o ex-prefeito em situação confortável, já que 17% não responderam, 6% poderiam votar em qualquer dos nomes apresentados, e a rejeição dele representa parte dos que escolheriam os outros 9 da lista, todos muito distantes do percentual do preferido neste momento.

Transferência de apoio

Uma curiosidade que a pesquisa revela é a respeito do candidato preferido do atual prefeito, do governador Ronaldo Caiado, do ex-presidente da República, Jair Bolsonaro, e do atual presidente, Luiz Inácio Lula da Silva.

 Apesar de Gomide ser do PT e liderar a pesquisa, 69% declararam que não votariam no indicado por Lula em Anápolis.  A desaprovação do presidente, inclusive, aumentou de agosto para cá, passando de 59,3% em agosto, para 62,9% agora. O resultado sugere que Antônio Gomide se sustenta independente de ligação ou apoio do maior líder de seu partido.

Segundo turno

O Paraná Pesquisas fez simulações sobre eventual segundo turno em Anápolis.

Preferido do prefeito pode ter dificuldades

O eleitor também sinalizou que o candidato indicado por Roberto Naves vai ter resistência. Jamais votariam no indicado por ele, 49% dos eleitores entrevistados. Já os indicados por Bolsonaro e Caiado, teriam um sonoro não de 32,9% e 15,9% respectivamente em Anápolis.

Além disso, a pesquisa mostrou que a gestão de Roberto Naves tem 30% de avaliação boa ou ótima, 32% regular e 35,3% ruim ou péssima. Em termos de aprovação e desaprovação, ele tem um empate técnico com 47,9% e 47,5% respectivamente.

Como mostrou o Diário de Goiás nesta quinta, o governador Ronaldo Caiado tem ótima avaliação em Anápolis, sua cidade natal. Já o presidente Lula tem avaliação ruim ou péssima de 54% e desaprovação de 62,9% respectivamente, em Anápolis.

Metodologia

Para a pesquisa foi utilizada uma amostra de 800 eleitores de Anápolis. Ela foi estratificada segundo gênero, faixa etária, grau de escolaridade, renda domiciliar mensal e posição geográfica O trabalho de levantamento dos dados foi feito através de entrevistas pessoais, com eleitores com 16 anos ou mais, entre os dias 02 e 07 de fevereiro de 2024 sendo auditadas, no mínimo, 20% das entrevistas A Paraná Pesquisas encontra se registrada no Conselho Regional de Estatística da 1 ª, 2 ª, 3 ª, 4 ª, 5 ª, 6 ª e 7 ª Região sob o nº 3122 23.


Leia mais sobre: / / / Anápolis / Eleições 2024 / Política

Marília Assunção

Jornalista formada pela Universidade Federal de Goiás. Também formada em História pela Universidade Católica de Goiás e pós-graduada em Regulação Econômica de Mercados pela Universidade de Brasília. Repórter de diferentes áreas para os jornais O Popular e Estadão (correspondente). Prêmios de jornalismo: duas edições do Crea/GO, Embratel e Esso em categoria nacional.