24 de maio de 2024
Cidades • atualizado em 11/12/2020 às 15:36

Em Anápolis, Damares Alves e Michelle Bolsonaro vistam Universidade e vão conhecer projeto de tradução da Bíblia em Língua de Sinais

Ministra e primeira dama visitam Anápolis neste sábado (12)
Ministra e primeira dama visitam Anápolis neste sábado (12)

Neste sábado (12/12), estarão em Anápolis, a primeira-dama Michelle Bolsonaro e a ministra da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos, Damares Alves estarão durante à tarde em visita a Anápolis. Na UniEvangélica à partir das 16h, Damares irá palestrar para um público de aproximadamente 200 pessoas no Ginásio do Centro Universitário enquanto Michelle terá oportunidade de conhecer um projeto tocado pela instituição de tradução da Bíblia em Língua de Sinais. O prefeito Roberto Naves (PP) e o Major Vitor Hugo (PSL) devem estar presentes no evento.

Em entrevista ao Diário de Goiás o reitor da Universidade, Carlos Hassel diz que o Ginásio está pronto para receber o evento e que tudo seguirá todos os protocolos sanitários para que os participantes estejam seguros. “É um ginásio que cabem quase 5 mil pessoas, vamos estar em no máximo 200 pessoas com todos os cuidados e protocolos de biossegurança em relação à covid-19”. Ele está confiante em um evento importante que a UniEvangélica terá o privilégio ter seu espaço cedido. “A ministra tem feito algumas palestras em instituições e universidades. Nós temos um grande ginásio e vamos dar toda a estrutura para este evento”.

Carlos também explicou que a visita de Michelle já estava sendo programada há algum tempo e aconteceu de coincidir com a visita da ministra Damares. “A primeira dama Michelle já tinha um compromisso antigo de vir aqui. Nós temos um projeto aqui na UniEvangélica de tradução e parceria com grupos e organizações internacionais para tradução da bíblia na Língua Brasileira de Sinais – a Libras, e estamos dando suporte técnico, avaliando projetos e contribuindo para que essa parcela da população brasileira com deficiência auditiva possa ter a palavra de Deus na sua língua própria.”

Ele explica que a Tradução Própria dos Surdos já está sendo desenvolvido há dois anos e que sua totalidade deve ficar pronta dentro dos próximos cinco anos. “Nós ficamos felizes porque é um projeto que está em andamento há dois anos e agora ela vai ter a oportunidade de conhecer de perto a nossa instituição e conhecer de perto este projeto também.”

A esposa do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) tem uma ligação muito próxima com os surdos. Na posse do presidente chegou a discursar utilizando a Língua de Sinais e sempre aparece em eventos oficiais fazendo uso da segunda língua oficial no Brasil.


Leia mais sobre: / / / / / Cidades / Destaque 2

Domingos Ketelbey

Jornalista e editor do Diário de Goiás. Escreve sobre tudo e também sobre mobilidade urbana, cultura e política. Apaixonado por jornalismo literário, cafés e conversas de botequim.