28 de maio de 2022
Limpeza Urbana

Em 30 dias prefeitura de Goiânia recolhe 60 mil toneladas de entulhos de vias públicas na 1ª Maratona da Limpeza

Mais 125 toneladas de bens inservíveis das calçadas, e roçagem de 13,3 milhões de metros quadrados
(Foto: Luciano Magalhães/Comurg)
(Foto: Luciano Magalhães/Comurg)

Mais de 60 mil toneladas de entulhos foram recolhidos das vias públicas de Goiânia, mais 125 toneladas de bens inservíveis das calçadas, e roçagem de 13,3 milhões de metros quadrados, o equivalente a dois mil estádios Serra Dourada, em 30 dias da 1ª Maratona da Limpeza.

Os índices integram balanço apresentado pelo presidente da Companhia de Urbanização de Goiânia (Comurg), Alisson Borges, em coletiva à imprensa nesta sexta-feira (13/05). A força-tarefa teve como meta intensificar serviços de limpeza em 700 setores, no tempo recorde de 30 dias.

“Os dados são satisfatórios, e superam nossas expectativas”, avalia o prefeito de Goiânia, Rogério Cruz. Segundo ele, a maratona foi uma medida emergencial para intensificar a limpeza na cidade após o período chuvoso, que culminou no aumento de resíduos nas vias e crescimento do mato.

Continua após a publicidade

Dois mil servidores da Comurg foram escalados para executar as atividades. Foram 430 mil mmetros quadrados de córregos limpos, e 575 mil metros lineares de meios-fios pintados. A equipe também fez a poda de 5.700 árvores, e removeu outras 849 que estavam doentes, conforme laudo da Agência Municipal do Meio Ambiente (Amma).

A ação ainda reforçou a retirada de raízes de grande porte das calçadas. Foram quase 300 removidas após solicitação dos moradores e parecer técnico da Saneago. A atividade minimiza os problemas de acessibilidade, e não gera custo ao munícipe, que se compromete a fazer os reparos necessários nas calçadas.

Durante a 1ª Maratona da Limpeza na capital, o Cata-treco ganhou reforço. Conforme cronograma diário da Comurg, o programa atende cerca de 40 ordens de serviços. Dentro da ação, esse número diário saltou para 60. Foram 1.560 atendimentos, e uma média de seis mil itens recolhidos, o que corresponde a 230 toneladas. O material foi encaminhado para cooperativas de reciclagem.

Continua após a publicidade

Ainda na programação da Maratona, a Comurg disponibilizou um caminhão para fazer a coleta de bens inservíveis deixados clandestinamente nos logradouros públicos. Foram 125 toneladas de objetos que poderiam ser aproveitados, caso fossem descartados em uma das unidades dos Ecopontos ou via Cata-treco.

Alisson Borges ressalta que a prefeitura tem desenvolvido ações para assegurar cidade sempre limpa e bem cuidada, “porém, é essencial a participação da comunidade”.

A Maratona da Limpeza envolveu dois mil servidores, com o auxílio de máquinas e equipamentos para a execução dos seguintes serviços: remoção de entulhos das vias públicas e calçadas, capina, limpeza de lotes autuados pela Amma, poda de árvore, poda de grama e roçagem do mato.

O expediente foi dividido em duas etapas, sendo a primeira nas regiões Sudoeste e Leste, no período de 12 de abril a 25 de abril, beneficiando 410 setores. A segunda etapa contemplou 290 bairros nas regiões Norte e Oeste, entre os dias 26 de abril a 12 de maio, nos períodos diurnos e noturno.

Números

-Remoção de entulhos: 60 mil toneladas
-Remoção de bens inservíveis: 125 toneladas
-Roçagem do mato alto: 13.3 milhões de metros quadrados
-Limpeza de mananciais: 430 mil metros quadrados
-Pintura de meio-fio: 575 mil metros lineares
-Poda de árvores: 5. 700 unidades
-Retirada de árvores doentes: 849 unidades
-Destocamento: 300
-Cata-treco: 230 toneladas: 1.560 atendimentos, uma média -de seis mil itens

Leia também: