13 de julho de 2024
Política

Em 1º dia após recesso, Assembleia recebe projeto que cria 51 cargos comissionados

Enquanto o governo de Marconi Perillo (PSDB) parcela, em quatro anos, o pagamento da data-base do servidor estadual, logo no primeiro dia de sessão ordinária na Assembleia Legislativa após o recesso, a Casa já recebeu um projeto de lei que cria mais 51 cargos comissionados na administração. 

São 50 cargos para a Universidade Estadual de Goiás – 10 de assessor especial e 40 de supervisor – com previsão de gastos mensal de R$ 155.452. Em 2013, a previsão de gastos é de R$ 932.715 e mais de R$ 1,8 milhão nos dois anos seguintes. Vale lembrar que uma das principais reivindicações dos servidores da UEG, que ficaram mais de 70 dias em greve, foi a realização de concurso público para a instituição.

O outro cargo comissionado a ser criado é de gerente, com salário de R$ 4 mil mensais e expectativa de gastos de R$ 32 mil esse ano e R$ 52 mil nos dois anos seguintes.


Leia mais sobre: Política