17 de maio de 2022
Lênia Soares

Eleições 2012 – Marconi resolve ajudar os candidatos da situação

Na reta final das campanhas municipais deste ano, o governador Marconi Perillo (PSDB) resolveu fazer algo pelos candidatos de sua base: uma viagem ao exterior.

Após a divulgação de pesquisas eleitorais que revelaram os baixos índices de aprovação dos partidos vinculados ao governo estadual – começando por Goiânia, onde Jovair Arantes (PTB) aparece com aproximadamente 30 pontos percentuais de desvantagem –, o governador optou pelo bom senso, na definição de alguns de seus companheiros. Ele ficará completamente fora de cena.

Marconi estará entre os dias 16 e 25 de setembro nos Estados Unidos, em sua quarta viagem internacional desde que assumiu o terceiro mandato, com o objetivo de negociar um empréstimo do Banco Mundial e realizar uma visita ao Vale do Silício.

Continua após a publicidade

Aquele que deveria ser o principal cabo eleitoral dos prefeitáveis da situação transformou-se no principal responsável pela desaprovação de muitos, desgaste de tantos e derrotas de outros mais.

No momento, o Chefe do Executivo ajuda mais fora do país que nos palanques políticos – conclusão de seus próprios assessores.

Com a possível derrota de Jovair Arantes, Marconi se consolidará no posto de governador que nunca elegeu um prefeito na Capital. Desde 1998, o Executivo goianiense sempre esteve nas mãos da oposição.

Continua após a publicidade

Atualmente, a situação possui ainda novos agravantes.

Se o governador não foi um bom angariador de votos no passado, após o escândalo Cachoeira funcionará como um verdadeiro “espanador”. Segundo dados da pesquisa Grupom/Rádio 730, 41,9% dos eleitores goianos se dizem “decepcionados” com Marconi.

Os índices de avaliação negativa relativos ao tucano somaram 72%, incluindo decepção (41,9%), rejeição (14,3%) e desconfiança (15,8%). Eis o novo histórico numérico da biografia política de Marconi Perillo.

O estudo, que revelou a avaliação do governador, foi realizado em Goiânia, entre os dias 24 e 27 de agosto. O instituto Grupom ouviu 621 eleitores em 150 bairros da Capital. A margem de erro é de 3,9 pontos percentuais para mais ou para menos. A pesquisa foi registrada no Tribunal Superior Eleitoral, sob o protocolo 00129/2012.

Leia mais sobre:
Lênia Soares