25 de junho de 2022
Política

Eleição de presidente independente representa maturidade da Assembleia, avalia deputado

Foto: Alego
Foto: Alego

O deputado Humberto Aidar (MDB) acredita que 2019 foi um ano de avanços na independência da Assembleia Legislativa. Segundo o parlamentar, a Casa deu um sinal de maturidade ao eleger Lissauer Vieira (PSB) como presidente, derrotando o candidato do governo, Álvaro Guimarães (DEM).

“Eu penso que a Assembleia, quando elege um presidente independente, dá um sinal de maturidade. Desde o início, falávamos que essa independência não representaria confronto com o governo. Penso que avançamos enquanto Poder”, disse ao Diário de Goiás.

O emedebista também destacou as Comissões Parlamentares de Inquérito (CPIs) da Enel e dos Incentivos Fiscais, relatada por ele, como marcos importantes no ano legislativo. Para o deputado, a investigação dos benefícios concedidos às empresas é histórica. “Ressalto que essa CPI tenha sido, se não a mais importante, uma das maior importantes da história da Assembleia”, avaliou.

Continua após a publicidade

Por outro lado, Aidar acredita que os debates entre os deputados ainda estão em nível aquém do que se espera. 

“Nós tivemos vários deputados de primeiro mandato e alguns de redes sociais pela primeira vez. Tivemos vários embates, e o nível de debate às vezes não foi o ideal de um parlamento. Mas penso que a Assembleia representa a sociedade”, ponderou.