28 de fevereiro de 2024
Destaque 2

Eleição 2022: Em São Paulo, Bolsonaro vence todos os outros candidatos, mas tem gestão desaprovada, aponta pesquisa

Em São Paulo, Bolsonaro é o preferido dos eleitores para reeleição em 2022 mas tem gestão desaprovada (Foto: Lula Marques)
Em São Paulo, Bolsonaro é o preferido dos eleitores para reeleição em 2022 mas tem gestão desaprovada (Foto: Lula Marques)

Se as eleições fossem hoje, o presidente da República, Jair Bolsonaro (sem partido) venceria todos os candidatos nos cenários simulados pela Paraná Pesquisas. O levantamento foi publicado nesta segunda-feira (03/05 e levou em conta apenas o eleitorado do Estado de São Paulo. Apesar dos resultados positivos, a pesquisa mostrou que o capitão reformado do Exército tem sua gestão desaprovada pelos paulistas.

Num cenário contra o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT), Bolsonaro teria 32% da intenção de voto contra 23,7% do petista. Ainda neste cenário, Sérgio Moro (sem partido), João Doria (PSDB) e Ciro Gomes (PDT) ficariam empatados tecnicamente com 6,7%, 6,3% e 6,1% respectivamente. O apresentador de televisão global Luciano Huck tem 5,2% da intenção de voto enquanto o fundador do partido Novo, João Amoedo fecha a lista com 4,1%.

No segundo cenário, sem Lula mas com o ex-prefeito Fernando Haddad (PT) na disputa, o petista permaneceria na segunda posição com uma vantagem maior de Bolsonaro. O atual presidente teria os mesmos 32,7% enquanto o ex-ministro da Educação teria 14,5%. Neste levantamento Ciro Gomes aparece em terceiro com uma leve vantagem sobre os outros candidatos. O pedetista aparece com 8,3%. Luciano Huck também tem números mais vantajosos e empata tecnicamente com Sérgio Moro e João Doria. O apresentador, o ex-juiz e o governador de São Paulo aparecem com 7,6%, 7,3% e 7,1%, respectivamente. João Amoedo aparece com 4,3% na esteira de candidatos.

Apesar da vantagem nas eleições, o eleitorado paulista não aprova totalmente a gestão do presidente da República, Jair Bolsonaro. Apenas 15,1% dos entrevistados consideram a administração ótima, 18,7% pontuam que ela é boa. Na avaliação geral somada à “ótima” e boa”, o resultado não passa de 33,8%. 

34,8% consideram que a gestão é péssima, enquanto 7,3% pontuam que ela é ruim. Quando a pesquisa questiona apenas sobre se o entrevistado aprova ou desaprova a gestão, Bolsonaro tem 49,4% de desaprovação e 45,6 de aprovação.

O levantamento foi feito entre os dias 28 e 01 de maio por telefone com maiores de 16 anos em 92 municípios paulistas. A Paraná Pesquisas encontra-se registrada no Conselho Regional de Estatística da 1ª, 2ª, 3ª, 4ª, 5ª, 6ª e 7ª Região sob o nº 3122/21


Leia mais sobre: Brasil / Destaque 2

Domingos Ketelbey

Jornalista e editor do Diário de Goiás. Escreve sobre tudo e também sobre mobilidade urbana, cultura e política. Apaixonado por jornalismo literário, cafés e conversas de botequim.