15 de julho de 2024
Cidades

Educação manifesta contra cortes e reforma da Previdência

{nomultithumb}

Em greve nacional nesta quarta-feira (15), trabalhadores da Educação e movimentos  estudantis protestam contra a Reforma da Previdência e redução de verbas para educação. Além disso, os profissionais  defendem a educação pública e se manifestam contra a violência nas escolas.

Segundo um dos coordenadores da manifestação, João Pires, os atos estão tomando forma em diversas cidades do estado e do país. Em Anápolis, Jataí, Catalão, Iporá e Ceres por exemplo, as concentrações já tiveram início pela manhã.

“A motivação principal, com as manifestações já pela manhã é a reforma da Previdência e os cortes na Educação. Esse ato é a união de várias instituições em todo o Brasil. A reforma é uma maldade com o povo, não se trata apenas do direito de aposentar, mas o direito à assistência social. E com os cortes o governo está dando um tiro no pé, não existe país desenvolvido e sustentável sem educação”, ressalta o coordenador do ato, João Pires.

“O prejuízo disso vai ser gigantesco, com o recurso que se aplica na educação hoje, corresponde a mais de 95% das pesquisas no país. Dizer que vai cortar para compensar no ensino básico é mentira , porque lá também está sendo feito cortes, estão sacrificando a educação”, acrescenta.

Pela manhã, em Goiânia, trabalhadores em Educação vinculados à Universidade Federal de Goiás (UFG) se reuniram no Centro de Ensino e Pesquisa Aplicada à Educação (Cepae) para discutir os bloqueios financeiros realizados pelo governo federal e a reforma da previdência. 

Já pela tarde, os trabalhadores se concentram na Praça Universitária, às 13 horas. Neste horário e local, entidades estudantis realizarão uma assembleia. A praça ainda será palco de um ato unificado às 15 horas, com a participação de sindicatos e centrais sindicais. Logo, em uma caminhada com panfletagem irão para  a Praça Cívica, onde manifestantes farão uso de megafone e carro de som.

Para João Pires, a expectativa de que a manifestação em Goiânia seja positiva. “Promete ser uma das maiores, com um clima positivo já que todas as entidades estão envolvidos e o povo entendeu as nossas demandas. No ato pela manhã na UFG participaram cerca de mil pessoas, então a expectativa é positiva para a tarde”, conclui.

A presidente do Sindicato dos Trabalhadores em Educação de Goiás (Sintego), Bia de Lima destaca que é importante que todos estejam unidos em defesa da educação. “É preciso darmos as mãos, não dá para permitir isso que o governo quer fazer. Não dá para assistir e ficar parado”, afirma.

 

Em Goiás, 40 municípios param para exigir respeito à Educação – Confira a programação:

 

1) Alto Horizonte (a 333 km de Goiânia) – 13h, na Praça da Matriz;

2) Anápolis (a 50 km) – 8h, Praça do Ancião;

3) Aragarças (a 381 km) – 8h, no Posto Fiscal (Avenida Ministro João Alberto);

4) Caldas Novas (a 169 km) – 16h, na Praça Mestre Orlando;

5) Catalão (a 261 km de Goiânia) – 8h – Concentração na UFG – Estacionamento Lamartine;

6) Ceres e Rialma (a 179 km) – 9h – Carreata nas duas cidades, que são separadas pela ponte sobre o Rio das Almas;

7) Cidade de Goiás (a 129 km) – 8h concentração IFG | 16h Concentração em frente Teatro São Joaquim;

8) Formosa (a 280 km da capital) – 10h, Concentração na Praça Anísio Lobo;

9) Goianésia (a 178 km) – 7h – Praça Nossa Senhora D’Abadia;

10) Goiânia, com a participação dos municípios de Aparecida de Goiânia, Campos Belos, Inhumas e Planaltina – Praça Universitária, 15 horas;

11) Goiatuba (a 177 km) – 9h – Praça das Bandeiras;

12) Indiara (a 99 km) – 9h,  Praça Central;

13) Ipameri e Pires do Rio (distantes, respectivamente, 199 e 147 km de Goiânia) – 8h: Ato em frente à Matriz (escola municipais e estaduais, IF de Urutaí, assentamento Olga Bernardo).

14) Iporá (a 226 km) – 8h – Coleta de assinaturas contra a Reforma da Previdência; 18h – Ato unificado no lago Por do Sol;

15) Itaberaí (a 100 km) – Juntamente com o Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Itaguaru e representantes de estudantes, farão um abaixo assinado para mandar para os deputados através da Câmara de Vereadores;

16) Itapuranga (162 km) – 8h -Caminhada (concentração no Colégio Cora Coralina; até a Praça Castelo Branco;

17) Itumbiara (a 209 km de Goiânia) – 08h30 – Praça São Sebastião, com passeata pelas principais ruas da cidade;

18) Jataí (a 320 km) – 9h: Ato em defesa da Educação (Praça Tenente Diomar Menezes) | – 14h: Oficina Cultural em defesa da Educação Pública, na quadra do Bairro Estrela Dalva | – 19h: Assembleia unificada UFG/IFG, na feira coberta;

19) Jussara (225 km): manhã e a tarde, caminhada pelas principais ruas da cidade;

20) Leopoldo de Bulhões (64 km): coleta de assinatura de abaixo assinado contra a Reforma da Previdência;

21) Luziânia (212km) – 9h em frente à Igreja Matriz;

22) Mara Rosa (348 km) – 15h, Praça do Coreto;

23) Minaçu (504 km) – 17h30, ato em parceria com a Prefeitura;

24) Mineiros (425 km) – 08h, Praça da Bauhaus;

25) Morrinhos (132 km)– 19h30, na UEG;

26) Nerópolis (37 km)– 7h30, parada no semáforo do Correio, com caminhada para a praça Central;

27) Niquelândia (312 km) – 9h, Praça do Tucunaré;

28) Nova Glória (197 km) – 17h, na Prefeitura Municipal;

29) Novo Planalto (461 km)– 8h, em frente à Escola José Dias Mota;

30) Orizona (138 km) – 9h, na Praça do Lazer;

31) Piracanjuba (87 km) – 13h30: Feira de Produtores Rurais (Galpão Antônio Jorge Dias – localizado na Rua Expedicionário José Elias Rezende, esquina com a Rua Cônego Olinto, Setor Central);

32) Porangatu (409 km): 15h, carreata e roda de conversa na praça;

33) Posse (514 km) – 10h: Praça Matriz Sant’Ana;

34) Quirinópolis (288 km) – 19h30: em frente à faculdade UEG (conjunto Hélio Leão)

35) Rio Verde (231 km):  8h – no Sintego de Rio Verde;

36) São Luiz dos Montes Belos (127 km) – 8h – Carreata pelas principais ruas – 17h: Ato unificado com os estudantes da UEG;

37) São Miguel do Araguaia (475 km) – 16h, Canteiro Central;

38) Silvânia (87 km): coleta de assinatura para o abaixo assinado contra a Reforma da Previdência;

39) Trindade (26 km)- 8h debate sobre a Reforma da Previdência na sede da Regional do Sintego de Trindade. -9h30, manifestação no Centro da cidade

40) Uruaçu (a 280 km de Goiânia): 17h, Avenida Tocantins em frente ao Banco do Brasil.


Leia mais sobre: / / / / / / Cidades