16 de junho de 2024
Leandro Mazzini

Echelon, o BBB espião do Brasil

 

Circula entre graduados oficiais das Forças Armadas do Brasil documento sobre a existência de sistema de inteligência capaz de captar, filtrar, examinar e decodificar o tráfego de comunicações via satélite, microondas, celulares e fibra ótica em todo o planeta. Alegam ser questão de soberania nacional e nada podem fazer. Espinha dorsal da rede Echelon, comandada pelos EUA, são estações de escuta na Nova Zelândia, Austrália, Inglaterra e no Oceano Índico direcionadas para satélites Intelsat e Inmarsat.


 

Via satélite

Projeto Echelon surgiu durante a Guerra Fria, em 1948, e foi plenamente desenvolvido na década de 70 com o lançamento dos primeiros satélites destinados a comunicações.

Sem controle

Após a Guerra Fria, passou a ser utilizado para objetivos outros além de sua missão original, como as espionagens política e industrial em alcance mundial e antiterror.

Concorrência

Parte dos dados vai para grandes empresas, sendo algumas financiadoras dos partidos Republicano e Democrata. Informação é processada pela NSA, de Edward Snowden.

Espinha dorsal

EF-151, entre Açailândia (PA) e Barcarena (PA), foi incluída no Programa Nacional de Desestatização. Trecho de 480 km faz parte da Ferrovia Norte e Sul e está previsto no programa de concessões à iniciativa privada. ANTT promete abrir licitação para obra ainda em 2013. Ferrovia é essencial para escoamento da produção agropecuária.

No estoque

Depósito da PF, em São Paulo, ainda mantém cerca de 19,8 milhões dos 20 milhões de panfletos apreendidos nas eleições de 2010 que apontavam Dilma Rousseff a favor do aborto. A então candidata contornou polêmica. Com o Papa no Rio, tema voltou à tona.

Serviço social

Está na pauta da Câmara Projeto de Lei 2598/2007, de Geraldo Resende (PMDB-MS), que obriga estudantes de várias categorias, entre médicos, dentistas e enfermeiros e nutricionistas, a prestarem serviços em comunidades carentes. Matéria polêmica.

Remediado

Depois da farra no transporte de autoridades para a Copa das Confederações, Força Aérea abre concurso para contratação de 80 médicos com inicial bruto de R$ 7,452 mil.

Tipo Obama

Contratado pelo escritório do Facebook, advogado paulista trabalha forte no lobby na Câmara em emenda da minirreforma eleitoral que libera campanha paga na internet.

Universitários

Ministério da Saúde investirá R$ 560 milhões para reestruturar hospitais universitários do país. São R$ 460 milhões para obras e equipamentos e R$ 100 milhões para infraestrutura. MEC banca salários dos concursados. É a parceria Padilha-Mercadante.
________________________________________________________
Com Maurício Nogueira e Adelina Vasconcelos

 


Leia mais sobre: Leandro Mazzini

Altair Tavares

Editor e administrador do Diário de Goiás. Repórter e comentarista de política e vários outros assuntos. Pós-graduado em Administração Estratégica de Marketing e em Cinema. Professor da área de comunicação. Para contato: [email protected] .

Recomendado Para Você

Leandro Mazzini

Pizzolato na Papuda

Leandro Mazzini

A blindagem do juiz Sérgio Moro