28 de junho de 2022
Goiânia

“É para colocar ordem e ser exemplo”, diz Iris sobre recadastramento de servidores

1º Censo de Recadastramento Previdenciário de Goiânia vai beneficiar os servidores da Capital.
1º Censo de Recadastramento Previdenciário de Goiânia vai beneficiar os servidores da Capital.

O prefeito de Goiânia, Iris Rezende, explicou durante entrevista de que modo o 1º Censo de Recadastramento Previdenciário de Goiânia vai beneficiar os servidores da Capital. Pela primeira os servidores públicos do município terão a oportunidade de atualizar seus dados, que serão digitalizados em um novo sistema. Além de corrigir possíveis distorções e irregularidades.

Continua após a publicidade

O prefeito Iris Rezende  destacou que  foi feita  uma reforma profunda na constituição do Instituto de Previdência do Servidor Público Municipal. “Foi um projeto corajoso, a Câmara Municipal aprovou movida pelo espírito público, e o servidor público compreendeu a nossa atitude e esse recadastramento que estamos promovendo  é para completar o trabalho. Se por ventura ocorreram concessões ilícitas no decorrer de uma aposentadoria, isso vai ser excluído e o Instituto de Previdência do Servidor Público Municipal de Goiânia passará a ser espelho para todo o Brasil”.

O recadastramento é de servidores ativos e inativos, afirma o prefeito, sobretudo para correção de distorções. “Muitas vezes num processo de aposentadoria, se estabelecia direitos que a Lei não amparava. É para colocar ordem e ser exemplo”, completa Iris.

Segundo Iris, algumas cidades importantes já estão solicitando uma cópia daquilo que está sendo feito em Goiânia. “Isso quer dizer que a previdência em nosso país, seja na área federal, nas estaduais e nas municipais faliram. A prefeitura de Goiânia estava devendo milhões aos funcionários, ao Instituto, descontava dos funcionários e não depositava no cofre do Instituto. A prefeitura quitou esse débito transferindo para  o Instituto áreas valiosas, sendo que o patrimônio hoje é considerável.  A prefeitura não vai mais atrasar aquilo que se desconta do servidor e vamos cortar as possíveis injustiças e irregularidades ocorridas”, pontua.  

Continua após a publicidade

O presidente do Instituto Previdenciário de Goiânia, Paulo Henrique, disse que todo o procedimento é simples. “Na página da prefeitura o servidor vai clicar e digitar seu nome, assim agendamos para todos os servidores públicos municipais. Vai ser dado para eles o dia, data, hora e local. Nós estipulamos um prazo de quatro meses, e montamos três atendimentos para os servidores públicos, que será o Paço Municipal, no IMAS e no GoiâniaPrev”, explica.

Paulo Henrique ainda disse que o servidor que perder esse prazo vai ter que procurar o RH da sua secretaria  para realizar um novo reagendamento e explicou sobre a atualização do sistema. ” A prefeitura é muito grande, e as questões dos servidores estão espalhadas, então nós vamos digitalizá-las e colocar dentro de um processo só. Dependendo da distorção, se estiver recebendo a mais nós vamos equalizar e se estiver menos também vamos equalizar. Os benefícios serão imensos, eu como servidor público, hoje dentro da prefeitura tem uma peregrinação para pegar os documentos de outras áreas para fazer as questões de pensões, progressões, aposentadoria e nós vamos sanar esse problema, vamos ficar com uma base digitalizada”, conclui.

 

Leia Mais

Primeiro mutirão de 2019 atenderá 37 bairros de Goiânia

Fake News provoca baixa cobertura vacinal em Goiânia

Prefeitura de Goiânia entrega escola de tempo integral na região Sul