27 de maio de 2022
Destaque • atualizado em 13/01/2022 às 12:36

“É hora de seguir em frente”, diz Daniel Vilela ao lembrar um ano da morte de Maguito

Foto: Reprodução/Redes Sociais
Foto: Reprodução/Redes Sociais

Nesta quinta-feira, 13 de janeiro, completa um ano da morte do prefeito eleito por Goiânia, Maguito Vilela. O político, que permaneceu internado por um período de 83 dias após ser infectado pelo vírus da Covid-19 e não resistiu às complicações causadas pela doença, deixou saudades no meio político goiano. Presidente regional do MDB, seu filho, Daniel Vilela, destaca  ser, após o período de luto, “hora de seguir em frente”, com inspiração aos bons exemplos deixados pelo pai.

“Meu Pai querido, por mais que a saudade seja enorme, por mais que meu coração ainda não tenha superado sua ausência, quero que o dia de hoje represente um fechamento de ciclo: o ciclo do luto, o ciclo da dor. E que venha apenas a boa saudade! Que nós, seus filhos, seus familiares e seus amigos, mas principalmente o senhor, tenhamos paz e alegria com as boas recordações!”, escreveu o emedebista, em seu perfil nas redes sociais.

Vilela destacou o privilégio de estar ao lado de Maguito em quase todos os momentos marcantes da sua vida e ressaltou que o pai o diria, neste momento, para seguir sua trajetória, preservando o bem, sempre, com justiça e solidariedade. “É hora de seguir em frente, de trocar a tristeza pela alegria, de encher nossos corações de gratidão. É hora de seguir nos inspirando nos bons exemplos que ele deixou”, ponderou Daniel.

Continua após a publicidade

Missa

Uma missa em Ação de Graças para celebrar a memória de Maguito Vilela será realizada na noite desta quinta-feira, às 20h, na Igreja Ortodoxa São Nicolau, localizada no Setor Oeste, em Goiânia.

Trajetória

Continua após a publicidade

Natural de Jataí, Maguito Vilela morreu no dia 13 de janeiro de 2021 aos 71 anos. Eleito pela população goianiense ao cargo de prefeito de Goiânia nas últimas eleições, o político deixou um extenso currículo de vida pública no estado de Goiás. Advogado por formação, ingressou na política em 1976, como vereador por sua cidade natal, ocupando, depois, os cargos de deputado estadual, deputado federal, vice-governador, governador, senador da República e, por último, prefeito de Aparecida de Goiânia por dois mandatos.