24 de maio de 2022
Brasil

Os novos ministros de Dilma Rousseff

A presidente da República, Dilma Rousseff (PT), vem anunciando os novos ministros de seu segundo mandato em blocos. Desde o fim de novembro, a presidente está apresentando nomes para os Ministérios.

Hoje (31), foram anunciados os últimos 14 nomes. Destes, 13 já era ministros e permanecem nos cargos. A mudança é que Mauro Vieira assume o Ministério de Relações Exteriores, no lugar do embaixador Luiz Alberto Figueiredo Machado.

Continua após a publicidade

No fim de novembro, foram anunciados os nomes da equipe econômica. Na semana passada, Dilma anunciou mais 13 ministros.

Nesta semana, mais sete nomes foram divlulgados, alguns deles já integram a equipe de governo e foram remanejados.

Confira a lista completa dos nomes de ministros já anunciados:

Continua após a publicidade

Advocacia-Geral da União – Luis Inácio Lucena Adams – É advogado-geral da União, cargo que ocupa desde outubro de 2009. Graduado pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS), com especialização pela Federal de Santa Catarina (UFSC), ele entrou para a carreira de procurador da Fazenda Nacional em 1993.

Agricultura, Pecuária e Abastecimento – Kátia Abreu (PMDB) – Natural de Goiânia, é formada em psicologia pela Universidade Católica de Goiás. Atualmente é presidente da Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA).

Banco Central – Alexandre Tombini – É economista. Está na presidência do Banco Central desde janeiro de 2011. 

Casa Civil – Aloizio Mercadante (PT) – Professor licenciado na Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUC-SP) e na Universidade de Campinas (Unicamp), Mercadante participou da elaboração dos programas de governo do Partido dos Trabalhadores e foi coordenador nas eleições presidenciais de 1989 e 2002.

Cidades – Gilberto Kassab (PSD) – Ex-prefeito de São Paulo, Kassab substituirá Gilberto Occhi.

Ciência, Tecnologia e Inovação – Aldo Rebelo (PCdoB) – Antes ele estava no Ministério do Esporte, onde coordenou as ações do governo durante a Copa do Mundo. Desde o governo Lula, o deputado assumiu a presidência da Câmara, foi ministro da Coordenação Política e líder do governo e do PCdoB na Câmara.

Comunicações – Ricardo Berzoini (PT) – É o autal ministro das Relações Instituicionais.

Controladoria-Geral da União – Valdir Simão – É auditor de carreira da Receita Federal. Nos últimos anos ocupou posições estratégicas em ministérios, secretarias e na Previdência Social. 

Cultura – Juca Ferreira (PT) – É sociólogo. Ocupou a mesma paste entre 2008 e 2010, durante o governo de Luiz Inácio Lula da Silva.

Defesa – Jaques Wagner (PT) –  O atual governador da Bahia é petista, foi eleito deputado federal três vezes e ocupou cargos do primeiro escalão do governo Lula, como o Ministério do Trabalho e Emprego.

Desenvolvimento Agrário – Patrus Ananias (PT) – Durante o governo Lula, ele foi ministro do Desenvolvimento Social e Combate à Fome.

Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior – Armando Monteiro (PTB) – É senador e ex-presidente da Confederação Nacional da Indústria. 

Desenvolvimento Social e Combate à Fome – Tereza Campello – Durante o governo do presidente Luiz Inácio Lula da Silva, como subchefe de Articulação e Monitoramento da Casa Civil, ela esteve na coordenação de projetos prioritários, como o Programa Nacional do Biodiesel. 

Educação – Cid Gomes (PROS) – É o atual governador do Ceará. Já foi prefeito de Sobral, em 2006 foi eleito governador do Estado no primeiro turno. Foi responsável pela coordenação da campanha de Luiz Inácio Lula da Silva para o segundo turno da eleição presidencial.

Esporte – George Hilton (PRB) – É deputado estadual por Minas Gerais. 

Fazenda – Joaquim Levy – É considerado ortodoxo, com uma atuação mais tradicional na economia. No primeiro mandato de Lula, ele foi secretário do Tesouro Nacional.

Gabinete de Segurança Institucional – José Elito Carvalho Siqueira –  Em maio de 2009, ele foi chefe do Estado-Maior de Defesa, atual Chefia de Preparo e Emprego. Sua experiência inclui os cargos de comandante da força de estabilização das Nações Unidas no Haiti (MINUSTAH) e comandante militar da Região Sul do país.

Integração Nacional – Gilberto Occhi (PT) – É o atual ministro das Cidades.

Justiça – (PT) – José Eduardo Cardozo O advogado já cumpriu dois mandatos como deputado federal por São Paulo. Foi escolhido como um dos 100 parlamentares mais influentes do Congresso pelo Departamento Intersindical de Assessoria Parlamentar (Diap).

Meio Ambiente – Izabella Teixeira – Ela está no cargo desde abril de 2010, quando o então ministro Carlos Minc saiu para concorrer à Assembléia Legislativa do Rio de Janeiro. Nascida em Brasília, a bióloga é mestre em Planejamento Energético e doutora em Planejamento Ambiental pela Universidade Federal do Rio de Janeiro.

Minas e Energia – Eduardo Braga (PMDB) – Ele substituirá Edison Lobão, que comandou a pasta desde o início do governo Dilma.

Planejamento, Orçamento e Gestão – Nelson Barbosa – É PhD em Economia, foi secretário executivo do Ministério da Fazenda de 2011 a 2013.

Previdência Social – Carlos Gabas (PT) – É o atual secretário executivo da pasta. Assumirá no lugar de Garibaldi Alves.

Relações Exteriores – Mauro Vieira – É embaixador em Washington desde 2010.

Saúde – Arthur Chioro (PT) – É médico sanitarista e doutor em Saúde Coletiva pela Unifesp/SP, professor universitário, pesquisador nas áreas de gestão e planejamento em saúde. Participou da gestão do Ministério da Saúde entre 2003 e 2005 como Diretor do Departamento de Atenção Especializada, onde coordenou projetos inovadores e de fundamental importância para o SUS, entre os quais: a implantação do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência.

Secretaria para Assuntos Estratégicos da Presidência – Marcelo Neri – Está no cargo desde 22 de março de 2013. É o atual presidente do Instituto de Política Econômica Aplicada (Ipea), desde setembro de 2012.

Secretaria de Aviação Civil – Eliseu Padilha (PMDB) – Ex-ministro dos Transportes no governo Fernando Henrique Cardoso. Coordenou a campanha de FHC à presidência da República.

Secretaria de Comunicação Social – Thomas Traumann –  Foi Porta-Voz da Presidência da República. Foi assessor especial e coordenador de imprensa da Casa Civil da Presidência da República e assessor especial da Secretaria de Comunicação Social da Presidência da República. 

Secretaria da Micro e Pequena Empresa – Guilherme Afif Domingos –  vice-governador eleito na chapa de Geraldo Alckmin. Foi presidente do Conselho Gestor de Parcerias Público-Privadas entre julho de 2011 a maio de 2013. Foi secretário de Desenvolvimento Econômico, Ciência e Tecnologia do Estado de São Paulo de janeiro a abril de 2011; do Emprego e Relações do Trabalho de janeiro de 2007 a março de 2010 – quando se desincompatibilizou do cargo para concorrer às eleições. 

Secretaria de Direitos Humanos – Ideli Salvati – Com um histórico de grande atuação política, foi a primeira mulher eleita senadora de Santa Catarina, estado que adotou para viver, ajudando a fundar o Partido dos Trabalhadores (PT) e onde cumpriu dois mandatos como deputada estadual.

Secretaria de Pesca e Aquicultura – Helder Barbalho (PMDB) – Foi candidato aoo governo do Pará em 2014. É filho do senador Jader Barbalho e da deputada Elcione, ambos do PMDB. Aos 25 anos, foi eleito o prefeito mais jovem da história do Pará.

Secretaroa de Políticas para Mulheres – Eleonore Menicucci – é pesquisadora feminista com visão política independente, uma vez que é filiada ao Partido dos Trabalhadores, mas não participa do dia-a-dia do partido. 

Secretaria de Políticas de Promoção da Igualdade Racial – Nilma Lino Gomes – Foi a primeira mulher negra a assumir a reitoria de uma universidade federal no país. A futura ministra não é filiada a nenhum partido.

Secretaria de Portos – Edinho Araújo (PMDB) – Assume a pasta no lugar de César Borges. Foi eleito três vezes deputado estadual e duas vezes deputado federal. Foi prefeito de São José do Rio Preto, reeleito, e depois voltou ao mandato de deputado federal.

Secretaria de Relações Institucionais – Pepe Vargas (PT) – É ex-ministro do Desenvolvimento Agrário. Terá a tarefa de conduzir a articulação política entre o Executivo e Legislativo.

Secretaria-Geral da Presidência – Miguel Rossetto (PT) –  Atualmente comanda o Ministério do Desenvolvimento Agrário. Substituirá Gilberto Carvalho, que após 12 anos no governo vai para a presidência do Conselho Nacional do Serviço Social da Indústria (Sesi).

Trabalho e Emprego – Manoel Dias – É advogado, graduado em Direito pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), e fundador do PDT, junto com Leonel Brizola – de quem foi secretário por mais de 30 anos. Nascido em Içara, foi registrado em Criciúma (SC).

Transportes – Antonio Carlos Rodrigues – (PR) – Ex-senador e suplente da senadora Marta Suplicy. Ocupou o cargo no Senado durante o período em que Marta comandou o Ministério da Cultura.

Turismo – Vinicius Lages (PMDB) – Está no cargo desde março desde ano. Permanece na pasta.

Leia mais sobre:
Brasil