logomarcadiariodegoias2017

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) foi preso neste sábado (7), às 18h40, em São Bernardo do Campo (SP), na Grande São Paulo.

Ele entregou-se à Polícia Federal após a missa realizada pela manhã no Sindicato dos Metalúrgicos do ABC em homenagem à ex-primeira-dama Marisa Letícia, morta em 2017.
No evento, que se tornou um ato político, o ex-presidente disse que iria se entregar para "enfrentar" a Lava Jato.
O juiz federal Sergio Moro determinou que Lula deveria ter se apresentado à Polícia Federal em Curitiba até as 17h da última sexta (6), mas o prazo foi ignorado pelo petista.
Desde quinta (5), quando Moro decretou sua prisão, o ex-presidente ficou alojado no sindicato, cercado por militantes e políticos de esquerda.
A defesa do petista negociava na sexta as condições para que ele se entregasse. A PF descartou enviar agentes ao sindicado para evitar conflitos. 
Lula foi condenado por Moro, em julho de 2017, a 9 anos e 6 meses de prisão pelos crimes de corrupção e lavagem de dinheiro no caso do tríplex de Guarujá (SP).

Sugestões e críticas, mande um Zap para a Redação

whatsapp 512

62 9 9820-8895

Reportagem Especial

TVDG

Goiás na Frente: Estado repassa R$ 12 milhões a 35 municípios
Goiás na Frente: Estado repassa R$ 12 milhões a 35 municípios
Goiás na Frente: Estado repassa R$ 12 milhões a 35 municípios

+ SAIBA MAIS, PESQUISE NO DG

SEARCH