logomarcadiariodegoias2017

facebook-cred-cnetuk-600-v1-620x400_610x394.jpgSÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - O diretor de tecnologia do Facebook, Mike Schroepfer, informou nesta terça-feira (5) que, dos 87 milhões de perfis violados de forma imprópria com a consultoria Cambridge Analytica, 443.117 são de usuários brasileiros.

O país está entre as dez nações em que a rede social reconhece que houve brechas devido ao programa. A maioria está nos EUA (70.632.350), seguido por Filipinas (1.175.870), Indonésia (1.096.696) e Reino Unido (1.079.031).

Também houve prejudicados pelos vazamentos em México (789.880), Canadá (622.161), Índia (562.455), Vietnã (427.446) e Austrália (311.127). A empresa promete avisar o problema aos usuários a partir de segunda (9).

Ao anunciar os países prejudicados, Schroepfer informou que a rede social mudará as permissões de informações para aplicativos, centralizando as permissões de dados nos casos de grupos, eventos e páginas públicas.

O Facebook também decidirá que aplicativos terão acesso a curtidas, check-ins, fotos, postagens, vídeos, eventos e grupos. Também restringirá o acesso a números de telefones celulares e emails de usuários desconhecidos.

E proibirá mecanismos de terceiros que acessem informações pessoais como religião, orientação política, status de relacionamento, formação educacional e profissional, exercícios físicos, músicas, livros, notícias, vídeos e jogos.

Sugestões e críticas, mande um Zap para a Redação

whatsapp 512

62 9 9820-8895

Reportagem Especial

TVDG

Marconi Perillo presta esclarecimentos na CEI da Saúde na Câmara de Vereadores de Goiânia
Marconi Perillo presta esclarecimentos na CEI da Saúde na Câmara de Vereadores de Goiânia
Marconi Perillo presta esclarecimentos na CEI da Saúde na Câmara de Vereadores de Goiânia

+ SAIBA MAIS, PESQUISE NO DG

SEARCH