23 de julho de 2024
Confiante • atualizado em 08/03/2023 às 16:04

Diante de cassação, Presidente do PMB Goiânia está confiante em manter chapa de vereadores 

De acordo com o documento, o partido disputou as eleições de 2020 com três candidaturas fictícias, também conhecidas como laranjas, descumprindo a cota de gênero
Vereadores, Edgar Duarte e Pastor Wilson. (Foto: Montagem/ Redes sociais)
Vereadores, Edgar Duarte e Pastor Wilson. (Foto: Montagem/ Redes sociais)

O presidente do PMB Goiânia, Junin Café destaca confiança em manter a chapa de vereadores da Câmara Municipal de Goiânia, diante do parecer que indica a cassação dos eleitos pela legenda em 2020, por descumprimento da cota de gênero durante o pleito. A declaração foi feita ao Diário de Goiás, na manhã desta quarta-feira (08/03).

“Extremamente confiante”, destaca Café à reportagem. “Ganhamos em todas as fases, sendo na última por 6×1 no pleno no TRE -GO, o indicativo da PGE não reflete o Pleno. Aguardamos e acreditamos que será mantida na instância superior a decisão do TRE de Goiás. Acreditamos na lisura e transparência do processo constituído”, pontuou. 

O documento abre caminho para que Marquim Goya (Patriota) e Bill Guerra (Solidariedade) assumam seus mandatos em lugar de Edgar Duarte e Pastor Wilson.

Parecer do vice-Procurador-Geral Eleitoral Paulo Gustavo Gonet Branco emitido no começo da noite desta terça-feira (07/03) abriu caminho para duas novas cassações na Câmara dos Vereadores de Goiânia

De acordo com o documento, o Partido da Mulher Brasileira (PMB) disputou as eleições de 2020 com três candidaturas fictícias, também conhecidas como laranjas, descumprindo a cota de gênero.

“Sob o comando dessas premissas fáticas, extraídas do acórdão recorrido, a hipótese é de reenquadramento jurídico dos fatos, para reconhecer como fictícias as candidaturas de Ângela Socorro Soares Barbosa, Marta de Jesus Chaveiro e Rosélia José da Costa”, destacou o procurador na conclusão do documento. 


Leia mais sobre: / / / Política

Domingos Ketelbey

Jornalista e editor do Diário de Goiás. Escreve sobre tudo e também sobre mobilidade urbana, cultura e política. Apaixonado por jornalismo literário, cafés e conversas de botequim.