29 de fevereiro de 2024
Saúde

Dezembro vermelho e combate à Aids: HDT promove dia de testes rápidos para HIV

A ação será nesta quarta-feira, 13 de dezembro
Serão disponibilizados cerca de 500 testes rápidos para o diagnóstico de HIV. (Foto: reprodução)
Serão disponibilizados cerca de 500 testes rápidos para o diagnóstico de HIV. (Foto: reprodução)

Em reforço ao Dezembro Vermelho, mês internacional de combate à AIDS, o Hospital Estadual de Doenças Tropicais Dr. Anuar Auad (HDT), unidade do Governo de Goiás, irá oferecer à população testes rápidos para HIV. Serão disponibilizados cerca de 500 testes rápidos para o diagnóstico da doença. A ação será nesta quarta-feira, 13 de dezembro, na tenda ao lado do ambulatório da unidade, no Jardim Bela Vista, em Goiânia, das 8 às 17 horas.

Os testes rápidos serão realizados por uma equipe de saúde que é referência no estado no tratamento da infecção. Para a realização do teste, a coleta do sangue é feita na ponta do dedo, e o resultado fica pronto entre 15 a 30 minutos.

As pessoas com resultado positivo serão orientadas por uma equipe composta por médicos, psicólogos e enfermeiros sobre o tratamento, seguindo todos os protocolos de sigilo.

Também serão distribuídos preservativos femininos e masculinos e material educativo, além da realização de minipalestras sobre PEP (Profilaxia Pós-Exposição) e PrEP (Profilaxia Pré-Exposição). Segundo a diretora-técnica da unidade, Dra. Karine Borges de Medeiros, o primeiro receio das pessoas é fazer o exame.

“A testagem é muito importante para que se tenha o diagnóstico precoce. Com isso, é possível que o tratamento seja iniciado o mais breve possível, permitindo que o paciente tenha condições de reduzir sua carga viral, reduzindo também o risco de transmitir o HIV para terceiros”, pontua.

Esta é uma ação da programação do mês de dedicado a promover a prevenção, a educação e a solidariedade em relação às pessoas que vivem com HIV/AIDS. O movimento promove a conscientização de que é importante se informar sobre a doença, diagnosticar com precocidade, combater o estigma e apoiar as pessoas que vivem com a infecção.

Vale salientar que preservativos femininos e masculinos são disponibilizados gratuitamente para a população durante todo o ano nas unidades básicas de saúde. Além disso, é possível realizar a testagem rápida contra o HIV e outras infecções sexualmente transmissíveis em unidades básicas de saúde.

Leia também: Dia Mundial de Combate à Aids: Cerca de seis mil pessoas vivem com HIV em Goiânia


Leia mais sobre: / Goiânia

Carlos Nathan Sampaio

Jornalista formado pela Universidade Federal e Mato Grosso (UFMT) em 2013, especialista Estratégias de Mídias Digitais pelo Instituto de Pós-Graduação e Graduação de Goiânia - IPOG, pós-graduado em Comunicação Empresarial pelo Senac e especialista em SEO.