26 de maio de 2022
Destaque • atualizado em 18/01/2022 às 11:47

“Devemos pensar na vida, em primeiro lugar”, diz sócio do Carnaval dos Amigos sobre cancelamento de blocos em Goiânia

Foto: Reprodução/Facebook
Foto: Reprodução/Facebook

O novo decreto municipal de Goiânia, com medidas restritivas para evitar maior avanço da Covid-19 e demais quadros epidemiológicos, foi publicado nesta terça-feira (18) no Diário Oficial. Dentre as determinações, estão a proibição de eventos festejos relativos ao Carnaval e pré-carnaval na capital.

Em entrevista ao Diário de Goiás, o músico e sócio-proprietário do Carnaval dos Amigos em Goiânia, Xexéu, manifestou o seu apoio à medida. Para ele, a vida e a saúde devem ser colocadas em primeiro lugar neste momento de grandes manifestações não somente da Covid-19, mas também de vírus como a Influenza, dengue, dentre outros em evidência.

“Ainda temos muito o que viver. Carnaval tem todos os anos. A gente tem que se cuidar para curtir o que a vida nos reserva para a frente”, disse. “A minha avaliação enquanto cidadão, folião, músico e sócio-proprietário do Carnaval dos Amigos, é de plena compreensão e apoio ao decreto municipal, em respeito a tudo aquilo que passamos, estamos passando e podemos vir a passar”, salientou.

Continua após a publicidade

Xexéu destacou que, mesmo se não houvesse o decreto, não estaria de acordo com a realização do Carnaval de rua no atual período. “Eu seria, talvez, voto vencido, mas seria contra ter o Carnaval dos Amigos esse ano”, ponderou. “Eu tive inúmeras perdas”, elucidou o músico, ao lembrar da morte de sua afilhada Cláudia Garcia, cantora, por Covid-19, dentre tantas outras pessoas próximas dentro e fora do meio profissional.

Flexibilizações

O músico ressaltou, ainda, que a Prefeitura de Goiânia se sensibilizou com o setor comercial da cidade, visto que o novo decreto mantém os estabelecimentos em funcionamento, com medidas restritivas e de prevenção. “De certa forma, ele (prefeito) ainda olhou o lado dos comerciantes, uma vez que não fechou tudo no geral”, disse. 

Continua após a publicidade

Com relação ao Carnaval, Xexéu destacou a proibição dos carnavais de rua, que promovem aglomeração, mas ressaltou que a data pode ser comemorada, com cautela, em menores reuniões realizadas em estabelecimentos privados. “A prefeitura vai estudar caso a caso para estarem abertos alguns locais que respeitem as determinações do decreto”, enfatizou.