17 de junho de 2024
Política

Deu no Tribuna do Planalto: Por 2014 oposição invade o interior

Com os olhos voltados para a sucessão estadual, lideranças de oposição vão ao interior em busca de articulações. Projetos, porém, ainda ocorrem de forma isolada, sem união

 

Oposição: pé na estrada por 2014

De: Daniel Gondim ( Tribuna do Planalto)

A oposição ao governador Marconi Perillo (PSDB) quer viajar em 2013. De olhos nas eleições no próximo ano, o grupo já começa as movimentações em direção ao interior do Estado com o objetivo de ampliar o contato com a sociedade. A intenção é conquistar espaço e mostrar um projeto alternativo ao do tucano, que deve ser candidato à reeleição. O que falta aos oposicionistas, porém, é a união, já que as principais lideranças ainda mantêm projetos isolados (veja quadro), sem sinergia uns com os outros.

O deputado federal Ronal¬do Caiado (DEM) e o ex-prefeito de Senador Canedo, Vanderlan Cardoso, que mantém em conjunto o projeto da ‘terceira via’, conversam entre si, mas possuem trajetórias dife-rentes. O empresário Jú¬nior do Friboi (PSB) faz peregrinações pelo Estado desde as eleições municipais do ano passado, mas também de forma isolada.

O deputado federal Rubens Otoni (PT) já visitou 48 municípios em 2013 (veja matéria abaixo), mas em voo solo – a participação de outras lideranças estaduais até agora foi pequena. No PMDB, o presidente regional do partido, o deputado estadual Samuel Belchior, também cumpre extensa agenda. Nenhuma das iniciativas, porém, teve caráter mais abrangente.

Por outro lado, já há também uma percepção de que é preciso uma maior interação dentro do bloco oposicionista. Na Assembleia, por exemplo, a bancada contrária ao governador começou a se movimentar de forma organizada. O grupo passou a realizar reuniões semanais e uma das primeiras decisões foi a de se criar uma caravana parlamentar na Casa para visitar o Estado.

“A bancada de oposição quer andar o Estado para investigar, conhecer melhor a realidade e levar uma oportunidade para a população ter um canal de denúncia”, confirma o deputado Mauro Rubem (PT). Nesse sentido, a bancada busca agora definir datas e detalhes logísticos para iniciar as visitas o mais breve possível.
Outro indício de que há quem busque unir todos os grupos, pelo menos no primeiro momento, vem da deputada federal Iris de Araújo (PMDB). Ela, que está licença médica, pretende colocar em prática um plano de integração assim que retomar os trabalhos. “Como estamos vendo uma movimentação de partidos, penso que será melhor que se faça de maneira conjunta, independente do futuro ou de nomes”, explica a parlamentar peemedebista. Caravana

A ideia da deputada peemedebista é convidar Ronaldo Caiado, Júnior do Friboi e Vanderlan Cardoso para que percorram com ela e outras lideranças todo o interior. Seria a “caravana das oposições”. “Quero ir até a casa de cada um deles e convidá-los pessoalmente”, explica.

Com a ideia, a deputada surge como articuladora de uma tentativa de união nas oposições. Além disso, ela, como umas figuras de proa do PMDB, tenta também mudar a concepção de que o partido não consegue agregar outras siglas para um projeto amplo ao governo em 2014. “Temos que conversar, pois o objetivo é nos unir. Não pode ficar restrito a um partido ou dois apenas. Tem que haver uma busca pela união, tem de haver desprendimento”, analisa ela.

Outro fator que a favorece no papel de articuladora é que Iris de Araújo não pretende disputar cargos majoritários em 2014, já que a intenção dela é buscar a reeleição. “Eu não sou candidata, mas vejo a possibilidade de mudar essa configuração maléfica de nosso Estado e farei todo o esforço para conseguir isso”, diz.

Embora a parlamentar não cite, o PT também deve estar junto na “caravana das oposições”. A aliança entre peemedebistas e petistas para 2014 deve continuar, ainda mais se ela se repetir também no cenário nacional. Apoio
Duas das lideranças citadas pela deputada Iris de Araújo tem um projeto conjunto. Vanderlan Cardoso e Ronaldo Caiado tentam viabilizar um grupo paralelo. Como ambos são pré-candidatos ao governo, têm também projetos de percorrer o Estado.

O democrata, que é presidente regional do DEM, já realizou um encontro da sigla em Goiânia e prepara outro para Morrinhos. Já o ex-prefeito de Senador Canedo, que vai se filiar ao PSC em abril, já viaja pelo interior, mesmo sem estar filiado. Depois de oficializar a entrada no partido, a intenção é aumentar o ritmo para também dar mais visibilidade à sigla, que ainda tem pouca penetração no interior.

Vanderlan e Caiado, ao serem informados pela Tribuna da intenção de Iris Araújo em organizar a “carava da oposição”, deram sinais de que são favoráveis, embora o democrata tenha mostrado menos empolgação. “Eu acho uma ideia excelente, uma das melhores que tivemos na oposição. Se for mesmo convidado, vou participar”, elogia Cardoso. “Eu estou disponível para sentar e discutir um novo conceito de governo com todas as pessoas. Sobre o convite da deputada, eu vou comentar quando ela me procurar”, avisa Ronaldo.

Apesar da aparente resistência, Caiado não teria problemas para viajar com Iris de Araújo. O Segundo o democrata, ele esteve reunido com a deputada e o marido, o ex-prefeito de Goiânia, Iris Rezende, no final do ano passado. A conversa durou, de acordo com Ronaldo, mais de três horas.

O problema para o democrata seria, talvez, a presença do PT na caravana. Crítico ferrenho da administração da presidente Dilma Roussef (PT), Ronaldo já expressou que não cogita aliança com o partido. “Eu vou ser bem claro. Nós temos uma resolução nacional em relação ao PT (que proíbe aliança). Uma coisa é você ter um relacionamento administrativo, outra coisa é você ter uma aliança de campanha. Vamos ser bem objetivos”, disse ele, em entrevista concedida à Tribuna, no final de janeiro.

Vanderlan, que esteve filiado ao PMDB durante um ano e saiu fazendo críticas ao partido, disse que a iniciativa será uma resposta à sociedade. “A oposição estava muito parada e a sociedade exigiu isso. A população do interior se sente abandonada não só pelo governo, mas também pela oposição e esse é o primeiro passo para mudar isso”, define.

Oposição para o interior

Iris de Araújo (PMDB)

* Cargo: deputada federal;
* O que quer em 2014: buscar a reeleição;
* Projeto: A peemedebista sugere a criação da “caravana das oposições”. Para isso, pretende convidar outras lideranças para percorrer o Estado em conjunto, criando movimentação pelo interior. A parlamentar argumenta que é a hora do grupo mostrar união para depois começar a pensar em nomes para os cargos majoritários.
________________________________________
Júnior do Friboi (PSB)

* Cargo: nenhum
* O que quer em 2014: candidatura ao governo;
* Projeto: O empresário nunca disputou eleição e, por isso, precisa criar alianças eleitorais em todo o Estado. Nas eleições municipais, apoiou candidaturas pelo interior e fez peregrinação por todas as regiões. Atualmente, ele pretende continuar com as visitas, intensificando as articulações para viabilizar seu nome politicamente.
________________________________________
Ronaldo Caiado (DEMOCRATAS 25)

* Cargo: deputado federal e presidente regional do partido;
* O que quer em 2014: candidatura ao governo;
* Projeto: Presidente regional do DEM, Caiado quer organizar uma série de encontros do partido para prospectar novos quadros e também ouvir lideranças sobre a possibilidade de ser candidato ao governo. Com votação expressiva em todo o Estado, o democrata possui prestígio e tem eleitorado fiel, especialmente no interior.
________________________________________
Rubens Otoni (PT)

* Cargo: deputado federal;
* O que quer em 2014: buscar a reeleição;
* Projeto: O petista já colocou em prática o “Goiás de todos nós”, que consiste em visitas a municípios e seminários em todas as microrregiões do Estado. Sempre bem votado em todo o Estado, Rubens terá mais visibilidade ainda com o projeto, já que vai buscar ideias em todas as partes de Goiás.
________________________________________
Samuel Belchior (PMDB)

* Cargo: deputado estadual e * presidente regional do partido;
* O que quer em 2014: cargo majoritário;
Projeto: Eleito presidente do diretório estadual no fim de dezembro, Samuel cumpre extensa agenda no interior. O objetivo é preparar encontros regionais do partido e começar a estruturação para a eleição de 2014. Já declarou que não tem intenção de se candidatar a cargo legislativo. Assim, tenta uma vaga na chapa majoritária.
________________________________________
Vanderlan Cardoso

* Cargo: nenhum
* O que quer em 2014: candidatura ao governo;
* Projeto: O ex-peemedebista já percorre o Estado tentando fortalecer o projeto da terceira via. Vanderlan deve ingressar no PSC em abril e já prepara evento com presença de lideranças nacionais. Depois disso, intensificará agenda, buscando aumentar o tamanho da sigla no interior do Estado.


Leia mais sobre: Política