20 de junho de 2024
Política

Deputado apresenta Dossiê do Rodovida

O deputado Luis Cesar Bueno (PT) afirmou que vai encaminhar, para a Comissão de Obras da Assembleia Legislativa, os documentos e denúncias que recebeu sobre a execução do Programa Rodovida, do governo estadual. Em entrevista ao Diário de Goiás, o deputado afirmou que 14 dos 32 lotes licitados pelo Rodovida “seriam direcionados”.
O fato foi negado pela presidência da Agência Goiana de Transporte e Obras Públicas. Jayme Rincon afirmou que os documentos das licitações estariam à disposição do deputado Luis César Bueno e que quaisquer dúvidas poderiam ser encaminhadas aos órgãos fiscalizadores.
MPE
Como complemento, Luis Cesar pretende encaminhar cópias das informações também serão encaminhadas ao Ministério Público Estadual.
Segundo Bueno, a decisão foi tomada após a bancada de oposição propor três Comissões Parlamentares de Inquéritos (CPI) para investigar os atos do executivo, sendo que todas elas foram arquivadas em virtude de alguns parlamentares terem retirado os seus nomes.
O regimento interno da Casa pede o mínimo de 14 assinaturas em cada requerimento.  Dentre essas CPIs, a bancada do PT havia proposto a CPI para investigar a situação de abandono que encontra as rodovias estaduais
“Recebemos uma série de denúncias sobre a situação das rodovias goianas, que gostaríamos de apresentar à Comissão Parlamentar de Inquérito que investigaria a situação das estradas.
Como houve retirada de nomes do requerimento que pedia a instalação da CPI, caberia a mim então justificar aqui o fim que levou a documentação dos indícios de irregularidade do Programa Rodovida”, afirmou o deputado.
O material está disponível e protocolado na Comissão de Obras da Assembleia, presidida por Karlos Cabral (PT). De acordo com o deputado, Karlos Cabral dará todos os encaminhamentos necessários referentes às denúncias formuladas pela sociedade. O parlamentar acrescentou ainda que o mesmo processo será encaminhado ao Ministério Público Estadual, para que o mesmo possa também apurar as supostas irregularidades.
 


Leia mais sobre: / / / / Política

Altair Tavares

Editor e administrador do Diário de Goiás. Repórter e comentarista de política e vários outros assuntos. Pós-graduado em Administração Estratégica de Marketing e em Cinema. Professor da área de comunicação. Para contato: [email protected] .