24 de maio de 2022
Política

Depois do Agnelo: Marconi autoriza quebra de sigilos fiscal e bancário

O governador Marconi Perillo anunciou nessa quarta-feira (13), que autorizou os líderes do PSDB na Câmara e no Senado a propor à CPMI do caso Cachoeira a quebra de seus sigilos bancários e fiscal. A decisão segue a afirmação do governador do Distrito Federal, Agnelo Queiroz (PT) que pôs a disposição da Comissão a quebra dos sigilo bancário, fiscal e telefônico. “Igual ao governador do DF, eu também não temo tornar públicas as minhas movimentações fiscal e bancária”, declarou o tucano durante entrevista coletiva.
Marconi afirmou ainda que mantém contas bancárias em quatro instituições financeiras, mas que só movimenta uma delas, a da Caixa Econômica Federal. A decisão ou não da quebra dos sigilos de Marconi e Agnelo será tomada através de votação pelos membros da CPMI. Os requerimentos serão levados à votação do plenário na sessão dessa quinta-feira.

Leia mais sobre:
Política