15 de junho de 2024
Política

Decretão: policiais civis serão os primeiros atingidos com corte de ponto

 

A Secretaria de Segurança Pública do governo Marconi Perillo (PSDB) prometeu cortar o ponto dos policiais civis que aderiram à paralisação de 48 horas da categoria. Eles devem ser os primeiros atingidos pelo decretão do governador, que, como mostrou o Diário de Goiás, prevê o corte de pontos e a instauração de processo administrativo em casos de greve. 

Segundo reportagem do Jornal O Popular, o superintendente de Polícia Judiciária da Polícia Civil, Deusny Aparecido Silva Filho, “informou que todos os delegados titulares de delegacias especializadas e distritos policiais foram orientados a enviar relatórios com a relação dos servidores que participam do movimento e dos que compareceram à unidade policial mas se recusaram a trabalhar”

O presidente do Sindicato dos Policiais Civis do Estado, Silveira Alves de Moura, definiu o decretão de Perillo como “uma aberração jurídica”, que discorre sobre o direito de protestar.

 


Leia mais sobre: Política