29 de maio de 2024
Acidente • atualizado em 31/12/2023 às 19:24

Cruzeiro do Neymar: buscas por homem que caiu no mar seguem neste domingo

Após mais de 24 horas desde o desaparecimento, as buscas estão sendo realizadas pela Marinha, em parceria com o Navio-Patrulha 'Maracanã'
Com 4,3 mil passageiros o cruzeiro foi autorizado pela Guarda Costeira a seguir com a viagem. (Foto: Divulgação/MSC Preziosa).
Com 4,3 mil passageiros o cruzeiro foi autorizado pela Guarda Costeira a seguir com a viagem. (Foto: Divulgação/MSC Preziosa).

As buscas por Carlos Alberto Mota Candreva, de 32 anos, que caiu no mar durante o cruzeiro MSC Preziosa, na madrugada de sábado (30), seguiram neste domingo (31). Segundo relatos dos passageiros e da empresa responsável pelo cruzeiro, a MSC, o escritor e DJ, teria pulado do 15º andar do navio, em São Sebastião, no litoral paulista, após discutir com sua companheira.

Após mais de 24 horas desde o desaparecimento, as buscas estão sendo realizadas pela Marinha, em parceria com o Navio-Patrulha ‘Maracanã’, na região de São Sebastião, no litoral paulista. Em nota, a empresa responsável afirma que realizou “buscas minuciosas” a bordo e também usou dois barcos para procurar o homem no mar.

Natural da cidade de Tupã, no interior de São Paulo, Carlos participava da viagem acompanhado de uma pessoa com quem se relacionava. “Um casal teve uma discussão e o namorado se atirou”, disse um funcionário do cruzeiro. O show do cantor Alexandre Pires, que aconteceria na mesma noite, foi cancelado.

Ao Metrópoles, o irmão de Carlos, Daniel Mota, afirmou que a família está “sem chão”. O irmão mora na capital paulista, onde trabalha em um banco e não estava no cruzeiro. “Ele estava [no cruzeiro] com uma pessoa com quem ele saía”, disse Daniel.

O cruzeiro

Após o ocorrido, a Guarda Costeira autorizou o cruzeiro ‘Ney em Alto Mar’ a seguir com a viagem. No total, 4,3 mil passageiro estão a bordo do navio que conta com diversas acomodações, suítes luxuosas e cabines com varandas. A embarcação tem como roteiro, Angra dos Reis, Búzios e Rio de Janeiro.


Leia mais sobre: / / / Brasil

Elysia Cardoso

Jornalista formada pela Uni Araguaia em 2019