23 de abril de 2024
Colega de partido • atualizado em 10/03/2023 às 14:53

Cruz defende Clécio Alves para assumir o Diretório da Região Metropolitana do Republicanos

Colega de partido do prefeito, o deputado estadual não descarta concorrer à prefeitura futuramente
Rogério Cruz na posse do novo presidente estadual do Republicanos. (Foto: Domingos Ketelbey/ DG)
Rogério Cruz na posse do novo presidente estadual do Republicanos. (Foto: Domingos Ketelbey/ DG)

Mesmo diante do impasse envolvendo o deputado estadual Clécio Alves e a Companhia de Urbanização de Goiânia (Comurg), o prefeito Rogério Cruz defende seu nome para comandar o Diretório da Região Metropolitana do Republicanos.

“O nosso deputado estadual Clécio Alves com toda força e empenho que ele tem, ele foi o deputado mais bem votado em Goiânia. Ele é um deputado de Goiânia, e por isso mais do que justo coloco o nome dele para estar frente ao Republicanos da Região Metropolitana”, anuncia Rogério Cruz durante a posse do novo presidente do Republicanos em Goiás, Hildo do Candango, na manhã desta sexta-feira (10) na Assembleia Legislativa (Alego).

Ainda durante discurso Rogério Cruz destaca que Clécio tem sido um grande parceiro da prefeitura de Goiânia e ressalta que a vão trabalhar para que a campanha de 2024 seja atrativa e com respeito.

“Um trabalho árduo que estaremos aptos para ajudá-lo. Então fica aqui o meu pedido para o presidente nacional e do presidente que toma posse para colocar o nome do deputado Clécio Alves para assumir a nossa bancada na região metropolitana”, finaliza.

De olho na prefeitura

Acusado em ser um dos principais responsável por irregularidades na Comurg, o que inclusive, fez com que vereadores abrissem a CEI para apurar atos ilícitos no órgão, Clécio Alves (Republicanos) não só se defendeu e ao destacar que era “bom de voto”, mas disse também que ainda será prefeito de Goiânia.

“Eu sou o deputado de Goiânia. Não vai demorar para eu estar naquele gabinete do Paço no quinto andar como prefeito de Goiânia. Não vai demorar. Pode escrever o que eu estou falando. Os mesmos que riam quando eu falava que ia ser vereador, eu já fui prefeito por quinze dias. Eu vou ser prefeito de Goiânia”, disparou.

Colega de partido do prefeito Rogério Cruz (Republicanos), Clécio disse que quando o pastor licenciado da Universal não puder ser, ele estará pronto. “ Na hora que o Rogério não puder ser. Quando ele não puder ser, eu vou ser candidato e vou ser prefeito”, salientou.

Na Câmara, a CEI da Comurg começa a acelerar nesta próxima semana. Inclusive, vereadores da base do prefeito já formaram blocos para definirem os integrantes da CEI. O vereador Ronilson Reis (PMB) acusa Clécio de enquanto vereador ter loteado a Comurg com indicações duvidosas. O parlamentar diz que irá dar a chance para todos os envolvidos se defenderem na Comissão.

Em defesa, Clécio desafia Ronilson a apresentar qualquer irregularidade. “Desafio este parlamentar a procurar na Comurg e encontrar um ato meu que me desabone. Eu não sou da laia dele e não sou um forasteiro como ele. Como vereador e ex-prefeito, tenho história e patrimônio político, e estou à vontade para investigar minha vida dentro e fora da Comurg”, rebateu.


Leia mais sobre: / Política

Leonardo Calazenço

Jornalista - repórter de cidades, política, economia e o que mais vier! Apaixonado por comunicação e por levar a notícia de forma clara, objetiva e transparente.