30 de junho de 2022
Eleições 2022 • atualizado em 16/06/2022 às 16:56

Criticado por Bolsonaro, Datafolha acertou resultado das eleições de 2018

Em Goiânia para participar da Convenção Extraordinária das Assembleias de Deus Ministério Madureira, o presidente Jair Bolsonaro (PL) voltou a questionar as pesquisas de intenção de voto
"Vocês acreditam no Datafolha? Pelo amor de Deus", criticou Bolsonaro em Goiânia (Foto: Alan Santos/PR)
"Vocês acreditam no Datafolha? Pelo amor de Deus", criticou Bolsonaro em Goiânia (Foto: Alan Santos/PR)

Em Goiânia para participar da Convenção Extraordinária das Assembleias de Deus Ministério Madureira nesta sexta-feira (27), o presidente Jair Bolsonaro (PL) voltou a questionar as pesquisas de intenção de voto. O liberal aparece em segundo lugar, com 27% das intenções de voto do Instituto Datafolha, atrás do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT), que aparece com 48%. Segundo Bolsonaro, as pesquisas não condizem com o resultado das eleições, no entanto, em 2018, foi justamente o Datafolha o instituto que mais se aproximou do resultado das eleições.

Em um breve comentário ao Jornal O Popular, Jair Bolsonaro questionou se os jornalistas acreditavam na pesquisa divulgada na última quinta-feira (26). “Vocês acreditam no Datafolha? Pelo amor de Deus”, indagou Bolsonaro. As críticas têm sido comuns. Em abril deste ano o liberal afirmou que “nenhuma pesquisa acertou em 2018 e não vai ser agora que vai acertar também”.

Veja também: Nova pesquisa do Datafolha mostra Lula com 54% dos votos válidos e Bolsonaro com 30%

Continua após a publicidade

Mas por que é comum essa crítica aos institutos de pesquisa em ano eleitoral? Matéria do Diário de Goiás publicada no último dia 17 confirma que quatro dos principais levantamentos sobre o segundo turno das eleições de 2018 acertaram o resultado, dentro da margem de erro. A última pesquisa divulgada pelo Datafolha no primeiro turno também apontavam Bolsonaro à frente. O liberal estava com 40% contra 25% para Haddad. O resultado foi 46,03% contra 29,28%.

O Datafolha foi o que trouxe a melhor previsão do cenário eleitoral, mostrou a vitória de Jair Bolsonaro, com 55% dos votos válidos, contra 45% para o ex-prefeito de São Paulo Fernando Haddad (PT). O antigo Ibope (hoje Ipec) foi o segundo a chegar mais perto do resultado. A pesquisa apontava que Bolsonaro venceria por 54% do votos.

Das 4 principais pesquisas, a que passou mais longe do resultado foi a do instituto Paraná Pesquisas, contratado pela Revista Crusoé e pela consultoria Empiricus, que apontava vitória de Bolsonaro por 60,6% contra 39,4% contra o candidato do PT. Diferença de quase seis pontos percentuais do resultado.

Continua após a publicidade

Veja também:

Chefes do Supremo e do Executivo estiveram em Goiânia nesta sexta-feira (27)

Presidente do PT à espera de Marconi para discutir aliança em Goiás

Pesquisa XP/Ipespe: Lula tem 45%; Bolsonaro, 34%; Ciro, 8% e Simone Tebet, 3%