25 de maio de 2024
Economia

Crise sanitária adia venda da Celg GT e ações da Saneago

Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

O governador Ronaldo Caiado anunciou na manhã desta quarta-feira (29), durante entrevista ao Valor Econômico, o adiamento da venda da Celg Geração e Transmissão (Celg GT) e de 49% das ações da Saneago. Ambas as operações deveriam ocorrer em junho deste ano.

De acordo com Caiado, todas as exigências já estavam garantidas, mas houve opção por postergar o processo. “Estamos com tudo pronto, mas resolvemos adiar”, afirmou o governador durante a live.

Inicialmente, a venda de ações da Saneago ocorreria em fevereiro. Contudo, um desentendimento de Caiado com o secretário de desestatizações, Salim Mattar, que pediu a privatização majoritária da companhia de saneamento, levou ao adiamento.

A Celg GT, que recentemente anunciou lucro recorde de R$ 71 milhões, teve privatização autorizada pela Assembleia Legislativa no ano passado, junto com Iquego, GoiásGás, GoiásTelecom e Metrobus.

O processo de desestatização é uma das exigências do governo federal para adesão ao Regime de Recuperação Fiscal (RRF) da União. Com isso, o estado conseguiria suspender o pagamento da dívida. Atualmente, a quitação dos débitos está suspensa por decisão liminar do Supremo Tribunal Federal.


Leia mais sobre: / / Economia