16 de junho de 2024
Cidades

Crise no transporte: Empresa alega problemas financeiros e não paga salário a funcionários

Reunidas paga somente 50% do salário aos funcionários.

O sindicato dos trabalhadores no transporte coletivo em Goiânia foi informado que a empresa de transporte Reunidas alegando problemas financeiros não pagou integralmente o salário dos funcionários. Foram pagos somente 50% dos valores para os funcionários.

A crise no transporte coletivo na grande Goiânia ganha mais um capitulo. Após a tentativa de reajuste da tarifa em maio, e as manifestações de rua que culminaram com o não reajuste e com a aprovação do passe livre estudantil. As empresas alegando perdas destacaram ser inviável continuar oferecendo o transporte.

As empresas deram um ultimato a prefeitura de Goiânia que ate no maximo o mês de setembro teria que ser tomada uma decisão para, segundo as empresas, voltar a viabilizar o serviço de transporte.

Alem dos problemas na empresa reunidas, o sindtransporte recebeu informações de que na Cootego – Cooperativa de Transportes do Estado de Goiás o pagamento dos cooperados foi efetuado com uma redução de 20%, por isso não houve redução no valor do pagamento dos empregados.


Leia mais sobre: Cidades