30 de maio de 2024
Segurança Pública • atualizado em 11/04/2024 às 16:09

Criminalidade em Goiás tem queda de 92% em 2024; destaque para redução de roubo de cargas

De acordo com os dados do Observatório de Segurança Pública de Goiás, no primeiro trimestre de 2024 houve redução em todos os índices de criminalidade no Estado
O secretário de Segurança Pública de Goiás, Renato Brum, apresentou os dados nesta quinta (11). Foto: SSP
O secretário de Segurança Pública de Goiás, Renato Brum, apresentou os dados nesta quinta (11). Foto: SSP

A estatística da criminalidade continua em queda em Goiás. De acordo com os dados do Observatório de Segurança Pública de Goiás, divulgados nesta quinta-feira (11), alguns índices tiveram redução de até 92% nos três primeiros meses de 2024, em relação ao mesmo período de 2023.

Entre os índices de criminalidade, a maior redução foi no crime de roubo de carga, que teve queda de 92%. De janeiro a março de 2024 houve apenas um caso registrado, no mesmo período do ano passado foram 13. Na sequência, estão roubo de veículo, roubo a comércio e furto a transeunte, com diminuição de 34%. Os casos de roubo a transeunte caíram 33% e os de feminicídios reduziram 31%.

Já em relação a crimes violentos e letais, a redução foi de 24% no número de homicídios dolosos. Este ano foram registrados 209 casos, quando no mesmo período de 2023 foram 274. Os números de feminicídios também apresentaram queda. Foram registrados 13 casos no primeiro trimestre de 2023, já em 2024, foram nove casos, o que representa uma redução de 31%.

Em relação aos crimes violentos contra o patrimônio, no primeiro trimestre de 2024, a Segurança Pública zerou as estatísticas em 165 municípios goianos. O Estado de Goiás registrou queda de 33% no número de roubo a transeuntes, sendo 2.346 em 2023 e 1.560 neste trimestre. Os registros de roubo a veículo também reduziram em 34%, no primeiro trimestre de 2023 foram 291, já em 2024 foram registrados 193.

O roubo a comércio também apresentou queda de 34%, sendo 205 em 2023 e 135 neste ano. O número de roubos em residência caiu 14%. De 157 no primeiro trimestre de 2023 a 135, em 2024, respectivamente.

Atuação

No primeiro trimestre de 2024, foram cumpridos 2.258 mandados de prisão e apreensão no estado. Em ações integradas, ostensivas ou no patrulhamento de rotina, as forças de segurança recuperaram 974 veículos com registro de furto ou roubo. As polícias Civil e Militar efetuaram 7.352 prisões em flagrante. Além disso, 1.158 armas de fogo apreendidas, 1.911 foragidos recapturados e 3 toneladas de drogas foram retiradas de circulação.

O secretário de Segurança Pública, Renato Brum, destacou a atuação das forças de segurança do Estado. “Realizamos ações preventivas por parte dos policiais militares na rua, com reforço daqueles que se formaram recentemente e daqueles que estão no estágio. Além disso, há um trabalho muito bem feito pela Polícia Judiciária, Polícia Penal e Polícia Científica dando retaguarda”, pontuou Brum.

Confira abaixo os indicadores criminais de janeiro a março de 2024:
Roubo de Carga: -92%
Furto a Transeunte: -34%
Roubo em Comércio: -34%
Roubo de Veículos: -34%
Roubo a Transeunte: -33%
Feminicídio: -31%
Furto de Veículos: -27%
Homicídio Doloso: -24%
Furto em Residência: -20%
Roubo em Propriedade Rural: -20%
Furto em Comércio: -16%
Roubo em Residência: -14%
Tentativa de homicídio: -10%
Estupro: -9%
Furto em Propriedade Rural: -6%


Leia mais sobre: / / / Notícias do Estado

Luana Cardoso

Luana

Estagiária de Jornalismo do convênio entre a UFG e o Diário de Goiás.