25 de maio de 2024
Brasil

Crimes eleitorais, como boca de urna, levam 58 à prisão

Balanço parcial do Centro Integrado de Comando e Controle Nacional, criado para monitoramento de ocorrências nas eleições, aponta que ao menos 58 pessoas foram presas por crimes eleitorais desde as 18h de sexta-feira (26) até as 12h deste domingo.

Ao todo, foram 83 ocorrências, das quais 22 eram por boca de urna.

Para o ministro da Segurança Pública, Raul Jungmann, o clima em todo o país é de tranquilidade.

“Não temos nenhum embate ou conflito mais grave a verificar. A prosseguir nesse ritmo, as eleições tendem a ser bastante tranquilas e a vontade do eleitor será respeitada, porque isso faz parte da democracia”, disse.

Reativado no dia 22 deste mês para acompanhar o segundo turno do processo eleitoral, o centro funciona na sede da Polícia Rodoviária Federal, em Brasília. (Folhapress) 

{nomultithumb}


Leia mais sobre: / / / / Brasil